sicnot

Perfil

Mundo

Turquia aprova mais três meses de Estado de emergência

© Osman Orsal / Reuters

O parlamento turco aprovou esta terça-feira um prolongamento de três meses do estado de emergência que foi instaurado após a tentativa de golpe de Estado de julho.

A decisão foi tomada três dias após um atentado numa discoteca de Istambul, na Turquia, que causou a morte a 39 pessoas.

O estado de emergência, que levou à detenção de mais de 41.000 pessoas, já foi prolongado uma vez e deveria terminar a 19 de janeiro.

O governo turco, que pediu ao Parlamento um prolongamento do estado de emergência, justificou o pedido com a necessidade de erradicar a influência do movimento de Fethullah Gülen das instituições públicas turcas.

Fethullah Gülen negou qualquer ligação à tentativa de golpe de Estado de julho, da qual tem sido acusado pelo governo turco.

O estado de emergência dá poderes especiais ao governo para encerrar associações e grupos de media e permite às autoridades prolongar a detenção de pessoas sem acusação formulada.

Lusa

  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • "Situação humanitária dos civis em Ghouta é aterradora"
    0:49

    Mundo

    O enviado especial da ONU para a Síria lançou esta sexta-feira um novo apelo a um cessar-fogo. O responsável está particularmente preocupado com a situação da população civil e diz que é preciso evitar que se repita em Ghouta o que se passou em Alepo.

  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05
  • Instantes de uma noite de futebol europeu
    0:41
  • Não dá mais, Brasil!
    18:00