sicnot

Perfil

Mundo

Turquia aprova mais três meses de Estado de emergência

© Osman Orsal / Reuters

O parlamento turco aprovou esta terça-feira um prolongamento de três meses do estado de emergência que foi instaurado após a tentativa de golpe de Estado de julho.

A decisão foi tomada três dias após um atentado numa discoteca de Istambul, na Turquia, que causou a morte a 39 pessoas.

O estado de emergência, que levou à detenção de mais de 41.000 pessoas, já foi prolongado uma vez e deveria terminar a 19 de janeiro.

O governo turco, que pediu ao Parlamento um prolongamento do estado de emergência, justificou o pedido com a necessidade de erradicar a influência do movimento de Fethullah Gülen das instituições públicas turcas.

Fethullah Gülen negou qualquer ligação à tentativa de golpe de Estado de julho, da qual tem sido acusado pelo governo turco.

O estado de emergência dá poderes especiais ao governo para encerrar associações e grupos de media e permite às autoridades prolongar a detenção de pessoas sem acusação formulada.

Lusa

  • Maria Cavaco Silva "muito espantada" com caso Raríssimas
    0:56

    País

    Maria Cavaco Silva disse hoje que ficou surpreendida e preocupada com as suspeitas de irregularidades na associação Raríssimas. A ex-primeira dama garante que desconhecia a situação e afirma que Portugal não é "abonado" ao ponto de poder desperdiçar o trabalho feito, lembrando que os utentes não podem sofrer com a polémica.

  • Lince ibérico esteve à venda no OLX

    País

    Um anúncio de venda de um lince ibérico, por 1.500 euros, foi publicado esta semana no site de classificados OLX, com uma morada de Alcoutim, no Algarve. A autenticidade da publicação não foi confirmada, mas em setembro foi encontrada a coleira de um lince ibérico precisamente em Alcoutim. As autoridades estão a investigar.

    SIC

  • "O futuro da Autoeuropa não está em causa"
    0:43

    Economia

    O secretário de Estado do Trabalho apelou a que os partidos não se intrometam nas negociações entre os trabalhadores e a administração da Autoeuropa. Em entrevista à Edição da Noite da SIC Notícias, Miguel Cabrita afastou a hipótese de estar em causa o encerramento da fábrica de Palmela. 

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28