sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 130 presos fugiram de uma cadeia no sul das Filipinas

epa

Mais de 130 presos escaparam de uma cadeira no sul das Filipinas esta madrugada depois de alegados rebeldes muçulmanos terem atacado a prisão, informaram hoje as autoridades.

O diretor da prisão, Peter Bongat, disse que um guarda foi morto e um preso foi ferido num tiroteio quando dezenas de homens armados invadiram a prisão do distrito de Cotabato Norte, em Kidapawan, na província de Cotabato.

O chefe de polícia de Kidapawan, Leo Ajero, disse que dois dos 132 presos que escaparam foram recapturados, e que as tropas do exército e a polícia procuram os outros.

A cadeia tinha mais de 1.500 reclusos.

O líder de uma aldeia local Alexander Austria disse à agência de notícias Associated Press ao telefone que ele e seus homens capturaram um dos presos.

Alexander Austria disse que as trocas de tiros acordaram os residentes da sua aldeia, a vários quilómetros da prisão.

"Ouvimos o tiroteio e entrámos em ação para proteger nossa aldeia", disse.

"Tínhamos medo de que os fugitivos pudessem tentar entrar na nossa aldeia para se esconderem ou fazer reféns", acrescentou Alexander Austria.

  • O dia em que o Brexit começa
    1:25

    Brexit

    A primeira-ministra britânica já assinou a carta que vai enviar ao Conselho Europeu para formalizar a vontade do Reino Unido de sair da União Europeia. O artigo 50.º do Tratado de Lisboa será ativado nas próximas horas. Na véspera, Theresa May recebeu da Escócia um novo contratempo político.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Governo vai dar mais meios à investigação criminal
    2:34

    País

    A ministra da Justiça garante que o Governo vai dar mais meios à investigação criminal, mas assegura que não vai mexer nos prazos dos inquéritos. A questão tem sido insistentemente levantada pela defesa de José Sócrates, que se queixa de que a Operação Marquês já ultrapassou todos os prazos.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.