sicnot

Perfil

Mundo

Pescador sobrevive a viagem de seis horas arrastado por espadarte gigante 

© David Gray / Reuters

Um pescador sobreviveu a uma perigosa viagem pelo oceano, a Oeste da Austrália. Um espadarte de grande porte conseguiu fazê-lo cair ao mar e arrastou o homem ao longo de uma distância superior a 50 quilómetros, durante cerca de seis horas, depois de morder o isco que o pescador lhe oferecia.

Sozinho numa embarcação própria para este tipo de pesca, valeu-lhe um outro pescador que se apercebeu da situação e alertou de imediato as autoridades.

O homem, com menos de 30 anos, conseguiu resistir à insólita viagem. Valeu-lhe também a sorte de ter sido encontrado. Várias embarcações foram mobilizadas para a operação de busca.

O pescador neozelandês tinha viajado para a remota península de North West Cape, conhecida também por este tipo de pesca desportiva. O homem foi transportado para o hospital da cidade mais próxima, Exmouth, onde foi internado em estado de choque e hipotermia.

"A comunidade mobilizou-se e fez um excelente trabalho, organizando uma busca o mais rapidamente possível", disse à BBC Rusty Ellis, comandante do grupo de resgate de voluntários da marina de Exmouth.

"Todos estão muito aliviados por ele ter sido encontrado. Poderia ter sido uma situação trágica", acrescentou Ellis, realçando que este caso serve para alertar para o perigo de praticar sozinho este género de pesca desportiva.

  • "Hoje vi chover lume"
    3:57
  • A Minha Outra Pátria
    29:53
  • Milhares de clientes da CGD vão pagar quase 5€/ mês por comissões de conta
    1:24

    Economia

    Milhares de clientes da Caixa Geral de Depósitos (CGD), que até aqui estavam isentos de qualquer pagamento, vão começar a pagar quase 5 euros por mês por comissões de conta. A medida abrange também reformados e pensionistas e entra em vigor já em setembro. Ainda assim, os clientes com mais de 65 anos e uma pensão inferior a 835 euros por mês continuam isentos.

  • O apelo da adolescente arrependida de ir lutar pelo Daesh

    Daesh

    Uma adolescente alemã que desapareceu da casa dos pais, no estado da Saxónia, esteve entre os vários militantes do Daesh detidos este fim de semana na cidade iraquiana de Mossul. Arrependida do rumo que deu à sua vida, deixou um apelo emocionado em que expressa, repetidamente, a vontade de "fugir" e voltar para casa.

    SIC