sicnot

Perfil

Mundo

Guerrilheiro suspeito de mandar matar defensores de direitos humanos detido na Colômbia

As autoridades da Colômbia prenderam um chefe da guerrilha Exército de Libertação Nacional (ELN), acusado de mandar matar defensores dos direitos humanos, informou esta quinta-feira o Ministério Público.

Javier Gaviria Muñoz, conhecido por "Cazuelo", foi capturado em Popayán, no sudoeste do país, numa operação realizada na capital do departamento de Cauca por agentes do Corpo Técnico de Investigações do Ministério Público.

A acusação contra "Cazuelo", enquanto alegado autor material, inclui os crimes de homicídio, tráfico, fabrico ou posse de armas, uso privado das forças militares e conspiração.

No ano passado, 78 defensores de direitos humanos foram assassinados na Colômbia, igualando o recorde de vítimas de 2013, segundo dados da organização não-governamental Somos Defensores.

Lusa

  • As zonas de guerra que o fogo deixou
    3:13

    País

    A chuva finalmente ajudou na luta contra as chamas e o que fica agora é um cenário de devastação no norte e centro do país. Morreram 37 pessoas, arderam centenas de casas e empresas e há críticas severas à falta de meios.

  • O mapa das vítimas dos incêndios
    1:19

    País

    Aumentou para 37 o número de mortes na sequência dos fogos que assolaram a zona Centro do país desde o fim de semana. Feridos são pelo menos 71. Atualizamos aqui o mapa, segundo o último balanço da Proteção Civil.

  • Visto do céu, Portugal é um país que se vestiu de negro
    3:28
  • Homem morreu ao tentar salvar animais das chamas
    2:30
  • "Estou a ficar sem água, vai ser um trabalho inglório"
    1:06