sicnot

Perfil

Mundo

Homem mata 10 mulheres da sua família na Índia

© Amit Dave / Reuters

Um homem sedou e degolou 10 mulheres da sua família no estado de Uttar Pradesh, no norte da Índia, suicidando-se posteriormente, informou hoje à agência de notícias espanhola EFE uma fonte policial.

"Sedou os membros da sua família e degolou-os com uma faca de grandes dimensões. Matou duas mulheres e oito raparigas e depois enforcou-se", disse Santosh Kumar Singh, superintendente da polícia do distrito de Amethi, onde ocorreram os factos.

Quatro das vítimas eram filhas do assassino e outras quatro eram suas sobrinhas, todas elas menores de 15 anos. As duas mulheres mortas eram suas cunhadas e vivam na mesma casa com o homicida, na localidade de Mahona Paschim.

O caso aconteceu na madrugada de quarta-feira, quando o homem - que tinha a cargo economicamente a família - sedou as vítimas para depois as degolar.

O assassino também sedou a sua mulher e uma filha de 17 anos, mas não as atacou, sublinhou a fonte.

Quando despertou, a jovem de 17 anos alertou os vizinhos, que chamaram a polícia na manhã de quarta-feira. As autoridades não encontraram uma nota de suicídio e já começaram a investigar o caso para esclarecer o que aconteceu.

O assassino tinha ainda dois filhos, que não se encontravam no domicílio quando as mulheres foram mortas.

Lusa

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15