sicnot

Perfil

Mundo

Kosovo exige que França liberte antigo primeiro-ministro

© Hazir Reka / Reuters

O Governo do Kosovo exigiu esta quarta-feira a imediata libertação do antigo primeiro-ministro kosovar Ramush Haradinaj, detido pela polícia francesa por acusações de ter cometido alegados crimes de guerra, apresentadas em 2004 pela Sérvia.

Em comunicado, citado pela agência noticiosa Efe, o Governo do Kosovo salientou que "enviou uma carta ao Ministério da Justiça de França para exigir a libertação imediata de Ramush Haradinaj".

Ramush Haradinaj, antigo líder guerrilheiro e ex-primeiro-ministro do Kosovo, foi detido hoje pela polícia francesa no aeroporto de Basilea-Mulhouse, situado no lado francês da tripla fronteira com a Suíça, França e Alemanha.

A justiça da Sérvia suspeita que Ramush Haradinaj cometeu crimes de guerra contra civis sérvios durante o conflito no Kosovo (1998-1999).

O partido liderado por Ramush Haradinaj, a Aliança para o Futuro do Kosovo, acusou o Governo do Kosovo de ser responsável pela detenção.

"A detenção de Ramush Haradinaj em França ocorreu devido a uma acusação da Sérvia em 2004, o que é o produto final das negociações entre os governos do Kosovo e da Sérvia", acusou o partido na sua página na rede social Facebook.

O Kosovo, uma antiga província sérvia povoada por uma maioria de albaneses, declarou em fevereiro de 2008 a independência, mas a Sérvia não o reconheceu ainda como país.

Lusa

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.