sicnot

Perfil

Mundo

O amendoim pode ser bom para os bebés

Matthew Mead

Os bebés devem consumir alimentos à base de amendoim desde cedo a fim de reduzir o risco de alergia, indicou um novo estudo realizado nos Estados Unidos, divulgado esta quinta-feira pela BBC. Os investigadores dizem que o risco de alergia ao amendoim pode ser evitado em mais de 80% caso haja exposição precoce a este alimento.

O Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos disse que esta revelação foi "um importante passo em frente". Ainda assim, é preciso ter alguns cuidados, sendo um deles não dar amendoins inteiros ao bebé, uma vez que pode causar asfixia.

Nos Estados Unidos os níveis de alergia estão a crescer e, desde 2008, mais do que quadriplicaram. Trata-se de um padrão que ocorre com muita frequência em grande parte do mundo ocidental, bem como na Ásia e África.

Hoje em dia os pais ainda são um pouco céticos em relação à introdução do amendoim na alimentação do bebé, uma vez que no passado foram aconselhados a esperar que a criança chegasse aos três anos de idade.

O estudo indica que:

- As crianças com outras alergias ou eczema grave devem começar com alimentos que contenham amendoim, entre os quatro e os seis meses de idade, com supervisão médica;

- Os bebés com eczema moderado devem ter alimentos que contenham amendoim aos seis meses de idade;

- Aqueles sem eczema ou alergias podem ter comida contendo amendoim livremente introduzida.

Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas, disse que espera que "(..) a aplicação generalizada destas orientações por prestadores de cuidados de saúde venham impedir o desenvolvimento da alergia ao amendoim em muitas crianças suscetíveis e, finalmente, reduzir a prevalência da alergia ao amendoim nos Estados Unidos".

Michael Walker, membro da Academia Europeia de Alergia e Imunologia Clínica, diz que "as diretrizes são baseadas em pesquisas médicas sólidas, realizadas no Reino Unido", e que "pais britânicos devem consultar o médico de família, chamando a atenção para as orientações, se necessário, antes de tentar qualquer prevenção da alergia ao amendoim no bebé."

Para sustentar o estudo, Alan Boobis, do Imperial College de Londres, afirma que "a visão anterior de que adiar a introdução de alimentos alergénicos diminui o risco de alergia alimentar é incorreta e a exclusão ou a introdução tardia de alimentos alergénicos específicos podem aumentar o risco de alergia aos mesmos alimentos, incluindo o amendoim."

Relembramos que se trata apenas de um estudo e que várias questões devem ser vistas com o médico de família antes de sujeitar o seu bebé a este ou outro tipo de alimentos.

  • Encontrado corpo de mariscador desaparecido no Barreiro

    País

    O corpo do homem com cerca de 50 anos apareceu esta manhã junto ao Clube Naval do Barreiro, na mesma zona onde tinha desaparecido na noite deste sábado. A informação já foi confirmada à SIC pela Polícia Marítima, que adiantou que o corpo já foi levado para a morgue. O alerta foi dado por volta das 22:30 de ontem pelos companheiros de nacionalidade chinesa que estavam com a vítima na apanha de bivalves na margem sul do Tejo.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.