sicnot

Perfil

Mundo

Obama envia carta aos cidadãos a defender legado em áreas como a Saúde

© / Reuters

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, enviou uma carta aos norte-americanos defendendo o seu legado na prestação de cuidados de saúde, que o seu sucessor, Donald Trump, já prometeu que vai desmantelar.

"À medida que me preparo para passar a pasta e fazer o meu papel enquanto cidadão privado, estou orgulhoso em dizer que criámos as bases para a América", escreve o Presidente na missiva enviada aos eleitores.

Além da carta assinada por Obama, os norte-americanos receberam também relatórios de cada um dos ministros do executivo descrevendo o progresso que foi feito desde que Obama ocupa a Casa Branca, há oito anos, segundo a AFP.

Entre os assuntos citados pelo Presidente estão a redução das operações militares no Afeganistão e no Iraque, a diminuição da dependência de petróleo estrangeiro e o acordo sobre o clima alcançado em Paris.

O principal assunto, no entanto, é a nova legislação sobre a prestação de cuidados de saúde, que Trump tem repetidamente avisado que irá revogar.

Na carta, Obama diz que os Estados Unidos "começaram a longa viagem rumo à reversão da desigualdade" e argumenta: "O que não vai ajudar é tirar os cuidados de saúde a 30 milhões de americanos, a maior parte dos quais são brancos e de classe média; negar o pagamento de horas extraordinárias aos trabalhadores, a maior parte dos quais ganhou-as; ou privatizar a Medicare e a Segurança Social e deixar Wall Street [a indústria financeira] regular-se a si própria".

A carta de Obama surge na mesma altura em que o Presidente escreveu um artigo jurídico na Harvard Law Review, a revista da conhecida universidade norte-americana, na qual Obama foi o primeiro negro a ocupar o cargo de diretor.

No texto sobre o papel do Presidente nos avanços sobre a reforma da Justiça, Obama aborda a importância do cargo e como os que trabalham com o chefe de Estado têm a responsabilidade de transformar a sua visão em resultados práticos.

Lusa

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.

  • Presidente do Brasil formalmente acusado de corrupção

    Mundo

    O Procurador-Geral da República do Brasil apresentou na noite de segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal uma denúncia contra o Presidente Michel Temer e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) pelo crime de corrupção passiva.

  • Reconquista de Mossul ao Daesh pode estar para breve
    1:27
  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.