sicnot

Perfil

Mundo

Alemanha negoceia com Namíbia possíveis indemnizações por massacre de hereros

© Hannibal Hanschke / Reuters

O Governo alemão confirmou esta sexta-feira que negoceia com a Namíbia possíveis indemnizações pelo massacre dos hereros por tropas coloniais alemãs no início do século XX, que o parlamento e o executivo de Berlim não reconhecem oficialmente como "genocídio".

Depois de os principais media alemães terem divulgado que representantes dos povos herero e nama apresentaram nos Estados Unidos um pedido coletivo contra a Alemanha para exigir compensações económicas, o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Martin Schafer, disse que Berlim mantém um diálogo direto com o governo namibiano.

As compensações que estão a ser analisados incluem possíveis indemnizações económicas, admitiu Schafer, assinalando que o executivo alemão não tem informação oficial do pedido coletivo.

Precisou que o interlocutor do executivo alemão é o governo da Namíbia, embora não se exclua que no futuro organizações civis possam juntar-se às negociações.

O massacre de dezenas de milhares de hereros e namas entre 1904 e 1908 constitui um dos capítulos mais sombrios da história da colónia alemã do Sudoeste Africano (atual Namíbia) e é considerado um precedente de outras limpezas étnicas.

O levantamento herero contra o domínio alemão iniciou-se a 12 de janeiro de 1904 e pouco mais de 15.000 dos perto de 80.000 hereros sobreviveram à guerra colonial e ao internamento em campos de concentração. Calcula-se que os soldados do kaiser Guilherme II também mataram 10.000 namas, 50% da população total.

Schafer explicou que as conversações com a Namíbia, que começaram há cerca de dois anos, correm "bem, mas não são fáceis, porque o tema é difícil".

Lusa

  • "O Benfica é atacado e não há ninguém que fale e que dê a cara?"
    6:05
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    Depois do artigo publicado no blog "Geração Benfica", Rui Gomes da Silva reiterou esta segunda-feira, em O Dia Seguinte da SIC Notícias, algumas das críticas à estrutura do clube. O antigo vice-presidente do Benfica defendeu Luís Filipe Vieira, Rui Vitória e Nuno Gomes. E acusou novamente Rui Costa de passividade e os vice-presidentes de não darem a cara. 

  • As primeiras imagens do furacão Maria pelas Caraíbas
    2:44
  • "Myanmar não teme o escrutínio internacional"
    1:07
  • Exercício e pastilha elástica: o que faz o país com mais idosos no mundo
    1:17