sicnot

Perfil

Mundo

China anuncia investimento de 345 mil milhões para promover energias renováveis

© REUTERS FILE PHOTO / Reuters

O Conselho de Estado chinês aprovou o investimento de 365.000 milhões de dólares (345.000 milhões de euros) para projetos de energias renováveis, no âmbito de um novo plano para combater a poluição, informou esta sexta-feira a imprensa chinesa.

Esta iniciativa vai criar mais de 13 milhões de empregos, segundo os cálculos do Governo, que aprovou na quinta-feira este plano até 2020 para renovar o modelo de produção energética do país através da poupança de energia e redução das emissões.

O documento, divulgado na madrugada desta sexta-feira, estabelece para 2020 um limite de consumo de energia equivalente a 5.000 milhões de toneladas de carvão, um valor que se traduz numa redução de 15% do consumo energético por unidade do PIB até este ano.

Atualmente, o carvão é a principal fonte de energia utilizada na China e representa até 64% do consumo energético do país, segundo dados de 2015.

Para alcançar estes objetivos, além da redução do uso de carvão, o Conselho de Estado (órgão executivo) propôs medidas como o aumento do controlo de emissões nocivas e maior apoio às políticas de financiamento.

A organização ecologista Greenpeace saudou o plano, afirmando que "coloca a China no bom caminho para a transição energética", apesar de defender que é necessária "uma maior expansão da energia renovável" e um "maior ímpeto na redução das emissões" a favor de fontes de energia mais limpas.

O final de dezembro e início de janeiro estão marcados pela elevada poluição no centro e norte da China, com cerca de uma centena de cidades com diferentes níveis de alertas devida à má qualidade do ar.

Em Pequim, as autoridades estenderam o alerta laranja (segundo mais elevado) até sábado.

Os níveis de concentração na capital das partículas PM 2.5 - as mais prejudiciais para a saúde - atingiram esta sexta-feira às 11:00 (03:00 em Lisboa) 343 microgramas por metro cúbico, 14 vezes mais do que o recomendado pela Organização Mundial da Saúde.

Lusa

  • Assalto à base militar de Tancos
    0:42

    País

    Várias granadas e munições foram roubadas dos paióis da base militar de Tancos. A Polícia Judiciária Militar já está a investigar.

  • ASAE apreende leite com água oxigenada para fabrico de queijo

    Economia

    A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu leite com água oxigenada, destinado ao fabrico de queijo. As investigações decorreram nos últimos dois meses e foram dirigidas a vários produtores de leite. As investigações iniciaram-se com a deteção de uma viatura para transporte do leite sem qualquer sistema de refrigeração.

  • Ronaldo dispensado da seleção para ir conhecer os filhos

    Taça das Confederações

    A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) informou em comunicado que Cristiano Ronaldo foi dispensado da Taça das Confederações "para que possa conhecer os seus filhos". Numa mensagem no Facebook, o jogador mostrou-se sensibilizado com a decisão da Federação, acrescentando ainda que está "muito feliz por poder, finalmente, estar com os (...) filhos pela primeira vez".

  • Crise na Venezuela faz aumentar casos de desnutrição infantil
    2:13
  • Mulher mata namorado em brincadeira com arma no Youtube

    Mundo

    Uma mulher do Minnesota, nos EUA, está a ser acusada de disparar mortalmente sobre o namorado quando ambos faziam um vídeo para publicar no Youtube. Monaliza Perez, de 20 anos, foi detida depois de disparar sobre Pedro Ruiz, que segurava um livro junto ao seu peito, confiante que seria o suficiente para parar a bala.

  • Comissão Europeia adota plano contra resistência a antibióticos

    Mundo

    A Comissão Europeia adotou, hoje, um plano para combater a resistência aos antibióticos, uma ameaça que mata anualmente 25 mil pessoas na União Europeia (UE) e custa 1,5 mil milhões de euros. Em paralelo ao plano, apresenta ainda regras para um "uso prudente de antibióticos".

  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25