sicnot

Perfil

Mundo

China anuncia investimento de 345 mil milhões para promover energias renováveis

© REUTERS FILE PHOTO / Reuters

O Conselho de Estado chinês aprovou o investimento de 365.000 milhões de dólares (345.000 milhões de euros) para projetos de energias renováveis, no âmbito de um novo plano para combater a poluição, informou esta sexta-feira a imprensa chinesa.

Esta iniciativa vai criar mais de 13 milhões de empregos, segundo os cálculos do Governo, que aprovou na quinta-feira este plano até 2020 para renovar o modelo de produção energética do país através da poupança de energia e redução das emissões.

O documento, divulgado na madrugada desta sexta-feira, estabelece para 2020 um limite de consumo de energia equivalente a 5.000 milhões de toneladas de carvão, um valor que se traduz numa redução de 15% do consumo energético por unidade do PIB até este ano.

Atualmente, o carvão é a principal fonte de energia utilizada na China e representa até 64% do consumo energético do país, segundo dados de 2015.

Para alcançar estes objetivos, além da redução do uso de carvão, o Conselho de Estado (órgão executivo) propôs medidas como o aumento do controlo de emissões nocivas e maior apoio às políticas de financiamento.

A organização ecologista Greenpeace saudou o plano, afirmando que "coloca a China no bom caminho para a transição energética", apesar de defender que é necessária "uma maior expansão da energia renovável" e um "maior ímpeto na redução das emissões" a favor de fontes de energia mais limpas.

O final de dezembro e início de janeiro estão marcados pela elevada poluição no centro e norte da China, com cerca de uma centena de cidades com diferentes níveis de alertas devida à má qualidade do ar.

Em Pequim, as autoridades estenderam o alerta laranja (segundo mais elevado) até sábado.

Os níveis de concentração na capital das partículas PM 2.5 - as mais prejudiciais para a saúde - atingiram esta sexta-feira às 11:00 (03:00 em Lisboa) 343 microgramas por metro cúbico, 14 vezes mais do que o recomendado pela Organização Mundial da Saúde.

Lusa

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • Casas de Luís Filipe Vieira e Pedro Guerra foram alvo de buscas
    2:39

    Desporto

    O caso dos emails levou esta quinta-feira a Polícia Judiciária a fazer buscas no Estádio da Luz e nas casas de Luís Filipe Vieira, o comentador Pedro Guerra e Paulo Gonçalves, o assessor jurídico do clube das águias. O advogado foi constituído arguido, mas só porque um advogado para ser alvo de buscas precisa de ser arguido.

  • Buscas no Benfica? "A Justiça está a funcionar"
    0:18

    Desporto

    Bruno de Carvalho reagiu esta quinta-feira às buscas efetuadas no Benfica. À saída de uma audiência no Ministério da Educação, o presidente do Sporting abordou o tema para dizer que é sinal de que a justiça está a funcionar.

  • Este foi provavelmente o melhor golo da noite de Liga Europa
    1:24
  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos de final
    1:48
  • Quem está ao lado de Trump? Melania ou uma sósia?

    Mundo

    A especulação surgiu no Twitter: estaria Trump acompanhado de uma sósia de Melania para ocultar a ausência da mulher num evento oficial? A teoria da conspiração ganhou depois força nas redes sociais. Julgue por si mesmo.

    SIC

  • Norte-americano entrega-se após perder aposta com a polícia no Facebook

    Mundo

    Um jovem de 21 anos procurado pela polícia norte-americana entregou-se, esta segunda-feira, depois de perder uma aposta com a polícia, no Facebook. Michael Zaydel prometeu entregar-se se uma publicação sobre o seu desaparecimento chegasse às mil partilhas, na rede social. O jovem norte-americano prometeu ainda levar uma dúzia de donuts, caso os agentes da cidade de Redford conseguissem ganhar a aposta.

    SIC