sicnot

Perfil

Mundo

Possível exemplar único de "penny" de vidro vendido por 70 mil dólares

Matt Roppolo

Um "penny" (cinco cêntimos de dólar norte-americano) cunhado em vidro, resultado de uma experiência da Casa da Moeda norte-americana durante a Segunda Guerra Mundial, foi sta sexta-feirae vendido em leilão por 70.500 dólares (66.900 euros).

A casa de leilões Heritage Auctions anunciou hoje que o 'penny' (muito provavelmente um exemplar único) foi vendido na quinta-feira em Fort Lauderdale (Florida), a um comprador norte-americano que preferiu manter-se no anonimato.

Durante a Segunda Guerra Mundial, o cobre (o metal mais utilizado nas moedas de cinco cêntimos nos Estados Unidos) era necessário para o fabrico de munições. A Casa da Moeda norte-americana autorizou a realização de testes com outros materiais, cunhando 'pennies' que iriam ficar fora de circulação noutros metais, em plástico e mesmo em borracha.

A empresa vidreira Blue Ridge Glass Co. no Tennessee fez 'pennies' experimentais em vidro temperado.

O antigo dono do 'penny' agora vendido, Roger Burdette, afirmou que as impressões de cunhagem da "moeda" de vidro não eram precisas, o seu tamanho e peso não eram uniformes e que tinham tendência para, ao longo do tempo, ficarem com arestas afiadas.

A mesma fonte acrescentou que os exemplares foram, provavelmente, destruídos, pelo que apenas restam dois: o que foi vendido e um outro, que está partido.

Na sequência dos testes, em 1943 a Casa da Moeda norte-americana optou por cunhar 'pennies' em aço de baixa qualidade coberto de zinco.

Lusa

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • "Comecei por ajudar uma família que me pediu um plástico para se proteger"
    4:51
  • Míssil lançado do Iémen intercetado perto de Meca

    Mundo

    Um míssil balístico lançado pelos rebeldes xiitas do Iémen foi intercetado, quinta-feira à noite, perto de Meca, na Arábia Saudita, a um mês da peregrinação muçulmana anual do hajj, anunciou a coligação árabe que intervém no Iémen.