sicnot

Perfil

Mundo

Le Pen defende saída da UE caso Bruxelas não devolva poderes a França

© Charles Platiau / Reuters

A lider da extrema-direita francesa, Marine Le Pen, garantiu esta sexta-feira que iria advogar a saída da França da União Europeia se Bruxelas não concordar com a devolução aos Estados dos poderes de controlo da imigração e política económica.

A candidata presidencial já prometeu que, se for eleita em maio, irá abandonar o euro e realizar um referendo ao estilo do organizado no Reino Unido sobre a pertença da França à União Europeia (UE).

Mas recentemente pareceu amaciar a sua posição, ao afirmar que uma "moeda comum" poderia coexistir com uma moeda nacional.

Durante um encontro com jornalistas estrangeiros, a líder da Frente Nacional insistiu que "não tinha mudado de ideias".

Se ganhar as eleições de 07 de maio deste ano, prometeu que iria abrir negociações imediatamente com a UE sobre a restauração de "quatro tipos fundamentais de soberania: territorial, económica, monetária e legislativa".

As discussões, adiantou, deveriam focar-se nas suas exigências para o regresso das fronteiras dentro da UE, o fim da primazia da legislação comunitária sobre a nacional e o direito da França de sair do euro e adotar uma política de "patriotismo económico".

Seis meses depois iria colocar o resultado das negociações a um referendo sobre a saída ou permanência da França na UE.

"Ou consigo garantir o retorno destas quatro soberanias e aconselho os franceses a permanecerem na nova Europa das nações, ou não o consigo e então aconselho a que saiam da UE", declarou.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Donald Trump culpa imigrantes por ataque que nunca existiu
    1:01
  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.