sicnot

Perfil

Mundo

Paquistão acaba com tribunais militares para terrorismo que emitiram 161 sentenças de morte

© Akhtar Soomro / Reuters

Os tribunais militares paquistaneses para casos de terrorismo chegaram hoje ao fim após expirar a emenda constitucional que estabeleceu a sua criação há dois anos, após emitir 274 sentenças, 161 delas de morte, e a execução de 12 condenados.

"Os tribunais militares chegam hoje ao fim e processos atuais vão ser transferidos para tribunais antiterroristas", disse à agência Efe o procurador-geral paquistanês, Ashtar Ausaf Ali.

Em 06 de janeiro de 2015, o parlamento paquistanês aprovou por maioria a 21.º emenda constitucional e a Lei do Exército do Paquistão 2015, que estabeleceu a criação por dois anos de tribunais militares especiais para casos de terrorismo.

A criação destas cortes foi uma das medidas ditadas pelo executivo depois do ataque talibã contra uma escola, ocorrido em dezembro de 2015 e que matou 125 estudantes na cidade de Peshawar, nas áreas tribais do noroeste do país.

Estes tribunais militares têm sido criticados por ativistas de direitos humanos.

  • Nascentes do Douro e Tejo estão praticamente secas
    2:55
  • "Para ele, um 'não' não foi suficiente"
    3:39
  • "Diálogos" de Catarina Neves duplamente premiado no festival Muvi
    2:12
  • Isabel II e Filipe de Edimburgo celebram 70 anos de casamento
    0:44

    Mundo

    A rainha Isabel II de Inglaterra e Filipe de Edimburgo celebram hoje 70 anos de casamento. Em dia de comemoração, o Palácio de Buckingham divulgou novas fotografias do casal cuja união é a mais duradora dentro das casas reais. Isabel casou com 21 anos. Seis anos depois foi coroada rainha por ocasião da morte do pai. A rainha e o marido têm quatro filhos, entre eles o herdeiro ao trono, Carlos, oito netos e cinco bisnetos.

  • Um negócio familiar destruído pelas chamas
    8:36