sicnot

Perfil

Mundo

Divulgado vídeo do ataque no aeroporto da Florida

Um vídeo do momento em que o homem acusado de ter abatido a tiro cinco pessoas na sexta-feira no aeroporto de Fort Lauderdale, no estado norte-americano da Florida, pega calmamente na arma e dispara foi hoje divulgado.

O vídeo, divulgado no site TMZ, mostra Esteban Santiago, um antigo soldado da Guarda Nacional norte-americana, de 26 anos, que esteve destacado dez meses no Iraque, a caminhar na zona de recolha de bagagem do aeroporto, a retirar uma arma das calças e a disparar várias vezes antes de fugir.

Esteban Santiago é acusado de ter matado cinco pessoas e ferido outras seis. No sábado, foi formalmente acusado de um ato de violência que resultou em morte, num aeroporto internacional, cuja pena máxima é a execução. A primeira audiência do suspeito em tribunal está marcada para segunda-feira.

Fonte do FBI referiu, em declarações à agência Associated Press, que aquela entidade tem conhecimento do vídeo, mas não iria comentar sobre a sua autenticidade. O TMZ não revela como teve acesso ao vídeo, que parece ter sido captado por uma câmara de videovigilância.

No sábado, em conferência de imprensa, as autoridades revelaram que entrevistaram cerca de 175 pessoas, incluindo o suspeito.

O agente do FBI George Piro disse que Esteban Santiago falou com os investigadores durante várias horas, após abrir fogo com uma arma semiautomática de nove milímetros que aparentemente foi legalmente verificada num voo proveniente do Alasca.

As investigações estão a contar com a comunicação social e outra informação para determinar o motivo de Santiago, sendo ainda demasiado cedo para afirmar se o terrorismo teve algum papel, declarou George Piro.

Em novembro, Santiago entrou num escritório do FBI no Alasca a afirmar que o governo norte-americano estava a controlar a sua mente e a força-lo a ver vídeos do autoproclamado estado islâmico, afirmou um oficial.

Santiago não foi colocado na lista de pessoas impedidas de voar de e para os Estados Unidos e parece ter agido sozinho, prosseguiu George Piro.

Lusa

  • Mais de 1600 ações de fiscalizações a IPSS em dois anos
    1:05

    Expresso da Meia Noite

    Nos últimos dois anos, o Estado efetuou mais de 1600 ações de fiscalização a Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) das quais resultaram mais de 70 destituições e 80 participações ao Ministério Público (MP). Os números foram avançados pela secretária de Estado da Segurança Social, Cláudia Joaquim, no programa Expresso da Meia-noite, na SIC Notícias.

  • Bombeiro ferido nos fogos de Pedrógão Grande regressou a casa
    2:33

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Seis meses depois dos incêndios de Pedrógão Grande, regressou a casa o último dos bombeiros de Castanheira de Pera que estava internado desde junho. Rui Rosinha esteve em coma mais de dois meses e tem ainda pela frente uma longa recuperação. O bombeiro não quer que o país esqueça o que aconteceu e espera que as duas tragédias deste ano (fogos de junho e outubro) sirvam de lição para o futuro.

  • Pedrógão Grande, seis meses depois - documentário Expresso
    0:29
  • Frio no fim de semana, regiões do interior podem chegar aos -5 °C
    1:23
  • Ilhas Selvagens são um tesouro no Atlântico que é preciso preservar
    2:33