sicnot

Perfil

Mundo

Bispos dizem que diálogo entre Governo e oposição venezuelana fracassou

© Marco Bello / Reuters

O processo de diálogo entre o Governo do Presidente Nicolás Maduro e a oposição fracassou, anunciou esta segunda-feira à imprensa em Caracas o presidente da Conferência Episcopal Venezuelana (CEV), Diego Padrón.

"Tenho de dizer que não estou seguro de que a mesa de diálogo vá continuar e, sobretudo, que não estou seguro de que o Vaticano ou a Santa Sé possa participar de novo na mesa de diálogo", disse Diego Padrón.

As declarações do presidente da CEV foram feitas no mesmo dia em que o papa Francisco pediu, durante um encontro com membros do corpo diplomático, no Vaticano, ao Presidente Nicolás Maduro e à oposição que apostem no diálogo nacional e procurem a paz.

Segundo o papa são necessários "caminhos de diálogo" e "gestos valentes" da parte dos venezuelanos para que as consequências da crise política, social e económica deixem de ser um peso para a população.

A próxima reunião da mesa de diálogo está prevista para o próximo dia 13, no entanto a aliança da oposição Mesa de Unidade Democrática (MUD) insiste que não estará presente, alegando falta de cumprimento dos acordos do lado do regime.

A 30 de outubro, o Governo e a oposição iniciaram um processo de diálogo, sob a mediação do Vaticano e da Unasul (União das Nações da América do Sul).

Dois dias depois, o parlamento, onde a oposição detém a maioria, adiou "por alguns dias", a pedido do Vaticano, um debate para determinar a "responsabilidade política" do Presidente Nicolas Maduro, acusado de "rutura da ordem constitucional" no país.

A 12 de novembro, o Governo e a oposição concordaram trabalhar em conjunto para recuperar a economia e combate a falta de segurança, tendo agendado nova reunião de diálogo para 06 de dezembro, na qual a MUD não participou devido à alegada falta de cumprimento dos acordos por parte do Governo de Nicolás Maduro.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.