sicnot

Perfil

Mundo

"Ótimo serviço, mas não damos gorjeta a negros" 

Kelly Carter, a empregada de mesa que foi alvo do recado racista.

ABC

Os clientes de um restaurante na Virgínia, nos Estados Unidos, mobilizaram-se para apoiar Kelly Carter, empregada do estabelecimento. Tudo começou com um recado racista escrito por um casal na conta do jantar: "Ótimo serviço, mas não damos gorjeta a negros".

O dono do restaurante, Tommy Tellez, disse à BBC que a resposta tem sido "fenomenal".

A notícia espalhou-se e muitos são os clientes que têm passado pelo estabelecimento para dar um abraço e uma gorjeta a Kelly Carter. A onda de indignação levou mesmo à organização de uma campanha de solidariedade que já conseguiu angariar 300 dólares (cerca de 280 €) para a empregada de mesa.

Dar gorjeta é uma prática corrente e quase obrigatória nos Estados unidos. Os empregados de mesa ganham frequentemente menos que o ordenado mínimo nacional, sendo o valor da gorjeta uma ajuda preciosa.

ABC

O casal que escreveu o recado na conta do Anita's New Mexico Style Cafe, aparentava estar na casa dos 20. Apesar da situação, Kelly Carter disse à imprensa local: "Continuo de braços abertos para os receber", mostrando-se disponível para os atender de novo no restaurante.

Tommy Tellez reforçou a posição de Kelly e garantiu que a sua empregada "está a lidar muito bem com a situação", contudo frisou à BBC que considera o recado foi "terrível, desencorajador e ultrajante".

  • Prosseguem buscas por condutor da carrinha no ataque em Barcelona
    2:38
  • Nicolás Maduro quer convocar "cimeira mundial de solidariedade"

    Mundo

    O Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, reiterou este sábado que convocará uma "cimeira mundial de solidariedade" com o país, que permita atenuar a "campanha criminosa" que considera existir contra a Venezuela, cujo Governo está cada vez mais isolado internacionalmente.

  • Concentração de motos em Góis
    2:28

    País

    Durante este fim de semana, decorre uma das concentrações de motards mais concorridas do país. A organização esperava cerca de 20 mil visitantes em Góis.