sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 20 mortos e 70 feridos em duplo atentado em Cabul 

As proximidades do Parlamento do Afeganistão, em Cabul, já foram palco de outros atentados. Na imagem, um ataque que teve lugar em junho de 2015.

© Ahmad Masood / Reuters

Mais de 20 pessoas morreram e 70 ficaram feridas num duplo ataque bombista, junto ao Parlamento afegão, em Cabul. O atentado teve lugar ao final da tarde, a uma hora de muito movimento, numa altura que muitas pessoas estavam a deixar as instalações.

Uma fonte das autoridades de Saúde disse à agência Reuters, pouco depois do ataque, que 23 pessoas morreram. Mais tarde, o balanço de vítimas mortais, a maioria civis, passava para 21.

Relatos de testemunhas são conta da explosão de duas bombas, quase em simultâneo, na mesma rua, junto ao Parlamento. Um dos ataques foi levado a cabo por um bombista suicida, o outro através de uma viatura armadilhada.

A confirmar-se o balanço de vítimas, este será o ataque mais sangrento, em vários meses, em Cabul.

  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20

    País

    Dois jovens com cerca de 20 anos foram ao final da tarde deste sábado atropelados mortalmente na freguesia de Arazede, concelho de Montemor-o-Velho. O repórter da SIC Miguel Ângelo Marques falou com o segundo comandante dos Bombeiros Voluntários de Montemor-o-Velho, Rui Coceiro, que revelou que as vítimas foram declaradas mortas ainda no local.

  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07