sicnot

Perfil

Mundo

Sanções norte-americanas são mais um passo para degradação de relações, avisa Moscovo

© Sergei Karpukhin / Reuters

O Governo russo considerou hoje que as novas sanções anunciadas pelos Estados Unidos contra a Rússia são "mais um passo" para a degradação das relações entre os dois países.

"É um passo mais que visa a deterioração das nossas relações", declarou aos jornalistas o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, lamentando a "deterioração sem precedentes" dos laços entre Moscovo e Washington durante o segundo mandato do Presidente cessante, Barack Obama.

A secretaria do Tesouro e o departamento de Estado anunciaram na segunda-feira sanções contra Alexandre Bastrykine, o chefe do poderoso Comité de Inquérito russo, encarregado das principais investigações criminais, e contra Andrei Lugovoi e Dmitri Kovtun, dois suspeitos da morte do opositor e ex-agente do KGB Alexandre Litvinenko, refugiado no Reino Unido.

A atualização desta lista, elaborada todos os anos pelo Governo norte---americano, é fonte de grandes tensões entre Moscovo e Washington desde 2012, quando Obama foi reeleito.

A diplomacia russa também já havia condenado estas sanções, considerando que se trata de um "comportamento vergonhoso" da administração Obama.

Estas novas sanções surgem dez dias depois da expulsão de 35 diplomatas considerados como agentes russos pela administração Obama e a dez dias da tomada de posse do Presidente eleito norte-americano, Donald Trump.

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.