sicnot

Perfil

Mundo

Tabaco vai matar 8 milhões de pessoas por ano em 2030

Cigarros

AP

O fumo de tabaco vai matar mais um terço das pessoas em 2030 do que atualmente, e custa cerca de um bilião de euros à economia mundial, estimam a Organização Mundial de Saúde e o Instituto Nacional do Cancro dos EUA.

O custo ultrapassa as receitas globais - cerca de 250 mil milhões de euros entre 2013-2014 e prevê-se que aumente, apesar dos governos "terem ferramentas para diminuir o uso do tabaco", refere o estudo publicado hoje.

"Os governos temem que o controlo do tabaco tenha um impacto económico adverso, mas não há provas disso. A ciência é clara: o tempo de atuação é agora", sustenta.

Estima-se que o número de mortes relacionadas com o tabaco cresça de 6 milhões de mortes para 8 milhões de mortes anuais em 2030".

Cerca de 80% dis fumadores vive nos países de baixo e médio rendimento.

Os especialistas da saúde defendem políticas baratas e eficazes para o abandono do uso do tabaco, como subir as taxas, proibir o marketing e incentivar os avisos imagéticos.

  • O dia em que o Brexit começa
    1:25

    Brexit

    A primeira-ministra britânica já assinou a carta que vai enviar ao Conselho Europeu para formalizar a vontade do Reino Unido de sair da União Europeia. O artigo 50.º do Tratado de Lisboa será ativado nas próximas horas. Na véspera, Theresa May recebeu da Escócia um novo contratempo político.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Governo vai dar mais meios à investigação criminal
    2:34

    País

    A ministra da Justiça garante que o Governo vai dar mais meios à investigação criminal, mas assegura que não vai mexer nos prazos dos inquéritos. A questão tem sido insistentemente levantada pela defesa de José Sócrates, que se queixa de que a Operação Marquês já ultrapassou todos os prazos.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.