sicnot

Perfil

Mundo

Airbus reduz vendas em 2016, mas consegue recorde de entregas

© Regis Duvignau / Reuters

O fabricante aeronáutico europeu Airbus vendeu um total de 731 aviões no ano passado, 29,4% abaixo dos 1.036 de 2015, mas conseguiu um novo recorde de entregas, com 688 unidades.

As encomendas representaram, ao preço de catálogo da Airbus, receitas de 104.900 milhões de dólares, e mais uma vez o modelo A320 foi o que mais contribuiu, anunciou esta quarta-feira a empresa.

O presidente do negócio de aviões comerciais da Airbus, Fabrice Brégier, afirmou que este ano volta a ser aumentado o ritmo de produção e que as entregas rondarão as 700 unidades.

Na mesma ocasião, a Airbus anunciou uma nova lista de preços de catálogo dos seus aviões, em vigor desde 1 de janeiro, com um aumento de 1% em relação a 2016.

"O aumento de preços também reflete a satisfação dos nossos clientes com a combinação de eficiência, poupança operacional e experiência dos passageiros, afirmou o responsável comercial, John Leahy.

Em 2016, a subida de preços foi de 1,1%.

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.