sicnot

Perfil

Mundo

Dois em cada três norte-americanos querem que Trump encerre a sua conta de Twitter

Um estudo da Universidade de Quinnipiac, nos Estados Unidos, conclui que 64% dos norte-americanos querem que o Presidente eleito, Donald Trump, encerre a sua polémica conta de Twitter, enquanto 51% desaprova a sua gestão desde as eleições.

A percentagem de norte-americanos que deseja que Trump encerre a conta de Twitter sobe para 71% quando os inquiridos têm entre 18 e 34 anos, de acordo com o estudo realizado publicado na terça-feira pela universidade do Connecticut.

Apenas 32% dos inquiridos -- 26% entre os mais jovens -- tem uma imagem positiva deste hábito do Presidente eleito.

As publicações de Trump no Twitter terão influenciado 51% dos inquiridos que desaprovam a sua gestão como Presidente eleito, enquanto apenas 37% a aprova.

Os números contrastam com os do Presidente Barack Obama, que vai deixar a Casa Branca no próximo dia 20 com uma taxa de aprovação de 55% e uma imagem negativa de 39%, os seus melhores resultados desde 2009, o seu primeiro ano como Presidente.

O estudo também revela que 45% dos norte-americanos acredita que Trump será pior Presidente que Obama, enquanto 34% prevê que será melhor e 15% acha que será igual.

No entanto, 52% mostra-se otimista sobre o futuro da economia do país e 47% considera que Trump vai ajudar ao seu crescimento, enquanto apenas 31% acredita que o vai prejudicar.

O inquérito foi realizado entre 02 e 05 de janeiro, a 899 eleitores registados em todo o país e tem uma margem de erro de 3,3%.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.