sicnot

Perfil

Mundo

Donald Trump entrega gestão de negócios aos dois filhos mais velhos

© Mike Segar / Reuters

O Presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, disse esta quarta-feira que cedeu o controlo dos seus negócios aos seus dois filhos adultos e a um colaborador, mas não vai vender os seus ativos na empresa.

Donald Trump assegurou também, em conferência de imprensa, que os seus filhos não vão discutir consigo as decisões empresariais que tomarem.

A sua advogada, Sheri Dillon, explicou que a empresa de Donald Trump não vai fazer novos negócios no estrangeiro durante a sua presidência e que as operações domésticas vão ser alvo de uma escrupulosa supervisão para evitar conflitos de interesse.

Donald Trump prevê também doar todo o lucro que os seus hotéis obtenham de governos estrangeiros ao Tesouro norte-americano.

A advogada assegurou que assim que tomar posse como Presidente dos Estados Unidos, a 20 de janeiro, o empresário vai afastar-se do seu negócio e só "saberá de um acordo se o vir nos jornais ou na televisão".

Lusa

  • Rússia nega ter informação que possa comprometer Trump
    2:59

    Mundo

    A Rússia nega ter informação pessoal secreta com a qual possa chantagear o Presidente eleito dos Estados Unidos. Alguns órgãos de comunicação social norte-americanos garantem que os Serviços Secretos dos Estados Unidos já avisaram não só Trump, mas também Barack Obama. O relatório foi entretanto tornado público mas ninguém até agora confirmou se é verdadeiro.

  • "Acho que foi a Rússia"
    3:45

    Mundo

    Donald Trump deu esta quarta-feira a primeira conferência de imprensa após a eleição como Presidente dos Estados Unidos. A Rússia foi o tema que dominou as perguntas e respostas. Trump disse que acredita que a Rússia esteve por trás das fugas de informação do Comité Nacional Democrata.

  • "Não vos respondo a uma pergunta. Vocês dão notícias falsas"
    0:36

    Mundo

    Na conferência de imprensa desta quarta-feira, Donald Trump lançou fortes críticas aos jornalistas, acusando-os de serem responsáveis por divulgarem boatos. O Presidente eleito dos Estados Unidos chegou mesmo a recusar-se a responder a alguns órgãos da comunicação social. A reação vem na sequência da notícia publicada pela CNN, que dava conta que os russos tinham informação pessoal e financeira comprometedora sobre Trump.

  • A fuga dos PIDES
    1:16

    Perdidos e Achados

    Ao final do dia 29 de Junho de 1975, 89 agentes da PIDE fugiam da cadeia de Vale de Judeus, em Alcoentre. Mais de 40 anos depois, Perdidos e Achados recupera um dos acontecimentos do Verão Quente em Portugal. Hoje no Jornal da Noite e conteúdos exclusivos no site.

    Hoje no Jornal da Noite

  • "O FC Porto não merece ser campeão"
    2:23
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    O empate do FC Porto com o Feirense foi o principal assunto do Play-Off da SIC Notícias, este domingo. Rodolfo Reis mostrou-se insatisfeito com a atitude dos jogadores do FC Porto.

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa

  • Casa Madonna di Fatima em Roma é um lar de idosos com 9 irmãs portuguesas
    4:29

    Mundo

    A mais antiga igreja dedicada à Senhora de Fátima em Roma tem mais de 50 anos. Foi construída pelas franciscanas hospitaleiras do Imaculado Coração, uma congregação fundada em Portugal. Hoje, as religiosas portuguesas gerem um lar na mesma rua, mas o templo foi entregue a uma congregação italiana.

  • Défice recua em 2016 na zona euro e na UE

    Economia

    O défice e a dívida baixaram na zona euro e na União Europeia (UE) em 2016 face a 2015, tendo Portugal registado a terceira maior dívida (130,4%) entre os Estados-membros e um défice de 2%, segundo o Eurostat.