sicnot

Perfil

Mundo

Segundo dia do julgamento do recurso de Anders Breivik 

© Norsk Telegrambyra AS / Reute

Ao segundo dia de audiência, o Estado Norueguês acusa Anders Breivik de tentar divulgar a ideologia nazi e de tentar contactar militantes de extrema direita enquanto cumpre pena máxima pela morte de 77 pessoas, há quase 6 anos. Breivik processou o governo, no ano passado, por considerar ser alvo de "tratamento desumano".

No recurso à forma como estão a ser tratados os presos na Noruega e nomeadamente ao isolamento a que foi sujeito Breivik, desde que foi condenado pelos ataques de 2011, a procuradoria norueguesa defende que os volumosos escritos e a correspondência de Breivik deva ser aberta e monitorizada pelas autoridades prisionais.

Breivik foi condenado por assassínio em massa e terrorismo em agosto de 2012, por ter matado oito pessoas na explosão de uma bomba perto da sede do governo em Oslo e, depois, 69 outras a tiro, na maioria adolescentes que participavam num acampamento da juventude trabalhista.

A sua pena de 21 anos de prisão pode ser prolongada enquanto for considerado perigoso.

O julgamento do recurso está a decorrer num tribunal improvisado no ginásio da prisão de alta segurança de Skien, onde Breivik está detido. Foram previstos seis dias para as audições e a decisão é esperada em fevereiro.

  • TAP recruta mais assistentes de bordo
    2:40

    Economia

    A TAP assegura que, até ao final de outubro, os problemas com falta de tripulação vão terminar. Até ao final do ano vão ser contratados novos assistentes de bordo, mas o sindicato diz que não chega.