sicnot

Perfil

Mundo

El Salvador regista primeiro dia sem homicídios em dois anos

© Jose Cabezas / Reuters

El Salvador, um dos países com mais violentos do mundo, registou na quarta-feira um raro dia sem homicídios, pela primeira vez nos últimos dois anos, anunciaram esta quinta-feira as autoridades.

O comissário da Polícia Nacional Civil, Howard Cotto, disse hoje que não foram reportados quaisquer homicídios no dia anterior neste país da América Central, conhecido pela cifras negras de assassinatos e mortes violentas.

A última vez que El Salvador teve um dia sem assassinatos aconteceu em 22 de janeiro de 2015, segundo os registos da Associated Press. Aconteceu também em 2013 e em dois dias do ano precedente.

Em 2015, El Salvador registou 104 homicídios por 100.000 habitantes, a taxa mais elevada do mundo daquele ano para um país sem situação de guerra.

No ano passado, os assassínios baixaram cerca de 20%, mas ainda assim El Salvador manteve-se entre os países mais violentos com 81,2 mortes por 100.000 habitantes.

Lusa

  • Confirmada prisão dos portugueses que gravaram nome no portão de Auschwitz

    Mundo

    Dois adolescentes católicos portugueses foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa, por terem gravado os nomes na porta da entrada principal de Auschwitz-Birkenau. O tribunal de primeira instância de Oswiecim já tinha condenado os jovens e o tribunal de Cracóvia confirmou esta quarta-feira a pena aplicada.

  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.