sicnot

Perfil

Mundo

Fundador do Wikileaks concorda ser extraditado para os EUA

© Axel Schmidt / Reuters

O fundador do Wikileaks, Julian Assange, concorda ser extraditado para os Estados Unidos se o Presidente Barack Obama perdoar a antiga militar norte-americana Chelsea Manning, condenada por lhe passar mais de 700.000 documentos confidenciais.

"Se Obama perdoar Manning, Assange aceita a extradição para os Estados Unidos, apesar da flagrante inconstitucionalidade" do Departamento de Justiça norte-americano, escreveu o Wikileaks na rede social Twitter.

Julian Assange, 45 anos, de nacionalidade australiana, refugiou-se na embaixada do Equador em Londres em junho de 2012, para evitar a extradição para a Suécia, onde foi acusado de violação.

Chelsea Manning foi condenada em agosto de 2013 e já tentou suicidar-se duas vezes.

Lusa