sicnot

Perfil

Mundo

Presidente eleito dos Estados Unidos diz que ex-adversária é culpada

© Rick Wilking / Reuters

O Presidente eleito norte-americano afirmou esta sexta-feira que o Partido Democrata não "se deve queixar" sobre a forma como o serviço federal de investigação (FBI) lidou com o caso dos correios eletrónicos da candidata derrotada Hillary Clinton.

Donald Trump recorreu, uma vez mais, à rede social Twitter para falar do caso Clinton: "Com base na informação que eles tinham, ela nunca devia ter sido autorizada a concorrer - culpada como tudo. Eles foram muito simpáticos com ela".

Na quinta-feira, o Departamento de Justiça norte-americano anunciou que ia analisar a investigação do FBI ao servidor privado de correio eletrónico de Hillary Clinton.

Em causa está também a decisão do FBI de divulgar informação sobre o caso, alguns dias antes das eleições.

Na altura, a equipa da campanha democrata acusou o FBI de influenciar os eleitores.
Na mensagem de hoje, Trump acrescentou que Clinton perdeu por ter feito "campanha nos estados errados - sem entusiasmo!".

O novo Presidente norte-americano toma posse na próxima sexta-feira, numa cerimónia a que Hillary Clinton assistirá na qualidade de antiga primeira-dama.

Lusa

  • As primeiras reações à morte de Chester Bennington

    Cultura

    Chester Bennington, vocalista da banda de metal alternativo Linkin Park, morreu esta quinta-feira em casa em Palos Verdes Estates, no estado da Califórnia, nos EUA. Várias celebridades já reagiram à morte do músico de 41 anos. Segundo o TMZ, o cantor da banda norte-americana suicidou-se.

  • O perfil do novo herói do surf português
    3:43
  • O que resta do navio de salvamento mais famoso de Portugal?
    15:26
  • O. J. Simpson vai sair em liberdade condicional

    Mundo

    A antiga estrela de futebol americano O. J. Simpson vai sair em liberdade condicional, depois de ter cumprido nove anos de prisão num estabelecimento prisional do estado do Nevada, nos Estados Unidos.

  • Filho do leão Cecil também foi abatido por um caçador

    Mundo

    Xanda pode ter tido o mesmo fim que o seu pai, o leão Cecil, que em 2015 foi abatido por um caçador, no Zimbabué. Na altura, a morte de Cecil tomou proporções inéditas, chegando uma imagem do leão a ser projetada na fachada do Empire State Building. Agora, Xanda terá sido abatido a tiro por um caçador de troféus.