sicnot

Perfil

Mundo

Separatistas catalães lançam campanha pela independência

Os separatistas catalães lançaram este domingo uma nova campanha pela independência da região espanhola a oito meses do referendo que o governo regional pretende fazer e que é contestado pelo governo central.

O governo central de Espanha contestou o referendo que o presidente da Catalunha, Carles Puigdemont, quer realizar em setembro, argumentando com a ilegalidade do ato.

Mas a batalha prossegue com a Assembleia Nacional da Catalunha, a principal associação em defesa da independência, a tentar chegar aos mais difíceis de convencer.

Os separatistas da Catalunha tentaram durante anos, em vão, obter a aprovação do governo espanhol para um referendo pela independência, à semelhança do que aconteceu na Escócia em 2014.

Nas eleições regionais de setembro de 2015, a lista vencedora - que tinha como programa eleitoral a independência da região - teve 48% dos votos, mas no antigo núcleo industrial de Sant Feliu de Llobregat, no subúrbio de Barcelona, o número baixou para os 32%.

E foi justamente aí que os separatistas iniciaram a campanha. "Estamos convencidos de que obteremos essa maioria graças à informação e reflexão, não pelo lado sentimental", disse o presidente do Assembleia Nacional da Catalunha, Jordi Sánchez, à AFP.

O objetivo é convencer os eleitores que os catalães serão mais ricos, terão melhores serviços sociais e serviços e menos corrupção se foram autónomos.

Lusa

  • Equipa da SIC impedida de entrar na Venezuela

    País

    A SIC tinha uma equipa a caminho da Venezuela para cobrir as eleições da Assembleia Constituinte que decorrem no domingo. No entanto o jornalista Luís Garriapa e o repórter de imagem Odacir Junior foram impedidos de entrar no país. A equipa de reportagem foi barrada à chegada ao aeroporto de Caracas. Num despacho enviado à companhia aérea que os transportou, tanto o jornalista como o repórter de imagem são considerados "inadmissíveis no território da Venezuela".

  • "Fomos considerados inadmissíveis no território da Venezuela"
    4:43

    País

    O jornalista Luís Garriapa entrou em direto no Jornal da Noite, para explicar o que aconteceu esta quinta-feira, no aeroporto de Caracas. A equipa de reportagem de SIC foi impedida de entrar na Venezuela, onde ia cobrir as eleições da Assembleia Constituinte, marcadas para domingo.

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25
  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.