sicnot

Perfil

Mundo

Cerca de 180 migrantes terão morrido no naufrágio de sábado no Mediterrâneo

Refugiado sírio carrega ao colo uma criança depois de ter atravessado o mar Egeu. Ilha de Kos, Grécia.

© Yannis Behrakis / Reuters

Pelo menos 180 migrantes poderão ter morrido no naufrágio de sábado no Mediterrâneo, junto à costa líbia, segundo testemunhos recolhidos pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR). A porta-voz da organização em Itália, Carlotta Sami, disse na rede social Twitter que esse foi o número de desaparecidos após as declarações recolhidas nas últimas horas.

Sami informou que os desaparecidos, que se teme terem morrido, terão passado "horas em mar aberto", segundo os testemunhos recolhidos junto de quatro sobreviventes do naufrágio, dois eritreus e dois etíopes, quando chegaram ao porto de Trapani, no oeste da Sicília.

Os quatro sobreviventes, três homens e uma mulher, explicaram ter partido da Líbia com mais de 180 pessoas, todas originárias do Corno de África, a bordo de uma embarcação de madeira de dois pisos contaram à AFP os porta-vozes do ACNUR e da Organização Internacional para as Migrações (OIM).

Ao fim de cinco horas de navegação, o motor avariou-se e a embarcação começou a meter água e a afundar-se.

Um dos sobreviventes contou ter tentado em vão encontrar a sua mulher, que estava no centro da embarcação.

Após longas horas na água, os sobreviventes foram socorridos a 30 milhas náuticas das costas líbias por um navio francês envolvido na operação Triton da agência europeia de controlo de fronteiras Frontex, e posteriormente transferidos para o Siem Pilot, um navio norueguês também integrado no Frontex.

O Siem Pilot chegou na segunda-feira a Trapani com os quatro sobreviventes e outras 34 pessoas socorridas de um outro barco, mas também com quatro cadáveres encontrados nas zonas dos naufrágios.

Segundo o ACNUR, mais de 2.300 migrantes chegaram a Itália desde o início do ano.

Em 2016, as autoridades italianas registaram mais de 181.000 chegadas, enquanto o ACNUR registou mais de 5.000 mortos ou desaparecidos no Mediterrâneo.

Lusa

  • Quem deve ser o próximo treinador do FC Porto?

    Desporto

    Nuno Espírito Santo já não é treinador do FC Porto. O técnico e o clube chegaram a acordo mútuo para a rescisão do contrato, que o ligava por mais uma temporada aos dragões. Nuno Pinto da Costa tem agora que encontrar um novo treinador para orientar dos "dragões". Os nomes em cima da mesa são vários. Diga-nos quem deve ser o novo treinador do FC Porto.

  • Os treinadores do FC Porto desde o último título 

    Desporto

    Nunca o FC Porto esteve quatro anos consecutivos sem ganhar um título durante a presidência de Nuno Pinto da Costa. A ausência de vitórias teve início na época de 2013/14, quando começou uma autêntica dança de treinadores.

  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • Divulgado vídeo dos bambardeamentos contra o Daesh no Iraque
    0:42
  • Leão-marinho arrasta criança de doca em Vancouver
    0:51

    Mundo

    O momento em que um leão-marinho arrasta uma menina para a água foi gravado e publicado na internet. Sem nada que fizesse prever, o animal puxou a criança que estava sentada numa doca em Vancouver, no Canadá. A criança foi resgatada de imediato por um familiar e apesar do susto não sofreu ferimentos. O momento de aflição foi testemunhado por vários turistas.