sicnot

Perfil

Mundo

Presidente chinês apela para um mundo sem armas nucleares

© Denis Balibouse / Reuters

O Presidente chinês, Xi Jinping, apelou esta quarta-feira a todos os países para construírem um mundo sem armas nucleares e para a destruição de todos os stocks existentes, num discurso nas Nações Unidas, em Genebra.

"As armas nucleares deveriam ser totalmente interditas e destruídas para construir um mundo sem armas nucleares", num discurso proferido perante 800 pessoas, entre as quais o novo secretário-geral da ONU, António Guterres.

Num longo discurso na sede da ONU na Europa, Xi Jinping defendeu também um sistema de governação mundial baseado na igualdade entre todas as nações.

"Devemos rejeitar o domínio de apenas um ou vários países", defendeu o chefe de Estado chinês, salientando que as grandes potências devem respeitar os interesses de cada um.

Para Xi Jinping, os "países grandes devem tratar os mais pequenos de forma igual em vez de agirem como uma hegemonia, impondo a sua vontade aos outros", disse.

No discurso, o Presidente chinês salientou que o seu país está comprometido com a construção da paz no mundo.Na terça-feira, em Davos, Suíça, Xi Jinping tinha afirmado a necessidade de reequilibrar a globalização para a tornar "mais forte, mais inclusiva e duradoura".

Lusa

  • "Estamos a investir na nossa própria desgraça"
    0:37
  • Saída dos EUA do acordo de Paris é "uma vergonha"

    Mundo

    O ex-secretário de Estado norte-americano John Kerry considerou esta terça-feira "uma vergonha" a decisão do Presidente Donald Trump de retirar os Estados Unidos do acordo do clima de Paris, garantindo que o povo não acompanha esse gesto de "autodestruição".

  • "Meninas proibidas de usar saias curtas e roupa transparente" para evitar abusos em Timor
    0:50
  • "De repente ele estava em cima de mim a beijar-me e a apalpar-me"
    2:43