sicnot

Perfil

Mundo

Presidente chinês apela para um mundo sem armas nucleares

© Denis Balibouse / Reuters

O Presidente chinês, Xi Jinping, apelou esta quarta-feira a todos os países para construírem um mundo sem armas nucleares e para a destruição de todos os stocks existentes, num discurso nas Nações Unidas, em Genebra.

"As armas nucleares deveriam ser totalmente interditas e destruídas para construir um mundo sem armas nucleares", num discurso proferido perante 800 pessoas, entre as quais o novo secretário-geral da ONU, António Guterres.

Num longo discurso na sede da ONU na Europa, Xi Jinping defendeu também um sistema de governação mundial baseado na igualdade entre todas as nações.

"Devemos rejeitar o domínio de apenas um ou vários países", defendeu o chefe de Estado chinês, salientando que as grandes potências devem respeitar os interesses de cada um.

Para Xi Jinping, os "países grandes devem tratar os mais pequenos de forma igual em vez de agirem como uma hegemonia, impondo a sua vontade aos outros", disse.

No discurso, o Presidente chinês salientou que o seu país está comprometido com a construção da paz no mundo.Na terça-feira, em Davos, Suíça, Xi Jinping tinha afirmado a necessidade de reequilibrar a globalização para a tornar "mais forte, mais inclusiva e duradoura".

Lusa

  • Japão ganha nova esperança ao derrotar a Colômbia (2-1)

    Mundial 2018 / Colômbia

    No primeiro jogo do grupo H, a Colômbia foi derrotada pelo Japão. Um dos momentos altos do jogo aconteceu logo ao minuto 4 quando, na sequência de uma falta de Carlos Sanchez, o árbitro assinalou um penálti a favor da equipa japonesa. O colombiano levou um cartão vermelho, depois de ter intercetado um remate do Japão com a mão. Apesar da desvantagem numérica, a Colômbia iguala o marcador aos 39 minutos com um livre de Quintero. Contudo, Yuya Osako colocou o Japão novamente em vantagem aos 73 min.

  • Hospitais públicos à beira da rutura
    2:28
  • Repitam comigo: Portugal vai ser campeão do Mundo
    4:56
  • OMS inclui dependência dos videojogos na lista de doenças mentais

    Mundo

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) incluiu a dependência de videojogos na lista de doenças mentais, uma possibilidade que tinha sido prevista no início do ano e que foi anunciada esta segunda-feira. Este pode ser mais um argumento para os pais limitarem o tempo de acesso dos filhos às consolas, computadores e todos os dispositivos com videojogos.

    SIC

  • "Estou a ser posta porta fora (...) faço o que vocês me disserem"
    2:43
  • Morreu o orangotango mais velho do mundo

    Mundo

    O orangotango mais velho do mundo morreu aos 62 anos no jardim zoológico de Perth, no norte da Austrália, deixando 54 descendentes, anunciou esta terça-feira a instituição.

  • Milionários aumentam... e as suas fortunas também

    Mundo

    O número de milionários mundiais cresceu em 2017 e o seu nível de riqueza aumentou pelo sexto ano consecutivo, ultrapassando pela primeira vez os 70 biliões de dólares (60,5 biliões de euros), segundo um estudo divulgado esta terça-feira.