sicnot

Perfil

Mundo

Aviões nigerianos sobrevoam Gâmbia enquanto Jammeh recusa ceder poder

© Thierry Gouegnon / Reuters

A força aérea nigeriana realizou esta quinta-feira voos de reconhecimento sobre a capital da Gâmbia, enquanto o Presidente gambiano eleito, Adama Barrow, prestava juramento no Senegal e o Presidente cessante, Yahya Jammeh, continuava a recusar abandonar o poder.

"A nossa força aérea está neste momento a sobrevoar a Gâmbia", confirmou à agência France Presse o porta-voz do Exército do Ar nigeriano, Ayodele Famuyiwa, acrescentando que os aparelhos envolvidos "têm capacidade de atacar" caso Yahya Jammeh não ceda a Presidência a Barrow.

O mesmo porta-voz disse acreditar "que (Jammeh) está prestes a rever a sua posição. Ele pode retirar-se", mas sublinhou que as tropas nigerianas "estão prontas e estão lá para fazer cumprir o mandato" da Comunidade Económica de Estados da África Ocidental (CEDEAO).

Várias testemunhas, incluindo um jornalista da AFP, ouviram - esta quinta-feira à tarde - vários aviões a sobrevoar Banjul.

A CEDEAO já avisou várias vezes que recorrerá - em último recurso - ao uso da força militar caso Jammeh se recuse a abandonar o cargo.

Já o novo Presidente da Gâmbia, Adama Barrow, apelou hoje ao Exército do seu país para que mostre lealdade e não ofereça resistência perante uma possível intervenção da coligação da CEDEAO.

Esta foi a primeira indicação de Barrow, segundos depois de prestar juramento - cerca das 17:00 - como Presidente na embaixada da Gâmbia em Dacar, cidade na qual permanece refugiado desde há dias por motivos de segurança.

Yahya Jammeh chegou ao poder através de um golpe de Estado em 1994 e é acusado de graves violações dos direitos humanos, entre as quais detenções arbitrárias, tortura e assassínio de opositores no pequeno país de 1,9 milhões de habitantes.

Inicialmente, aceitou a derrota no escrutínio de 1 de dezembro e felicitou publicamente o vencedor, Adama Barrow, candidato da oposição coligada, mas depois mudou de ideias, ordenando ao exército que invadisse a sede da comissão eleitoral e contestando os resultados eleitorais junto do Supremo Tribunal.

Há dois dias, Jammeh decretou o estado de emergência na Gâmbia, inviabilizando a tomada de posse de Barrow.

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) fez um ultimato a Jammeh para que cedesse o poder a Barrow até às 00:00 desta quinta-feira, acrescentando que uma força militar - sob o comando do Senegal - está pronta para intervir.

O Senegal é o único país que partilha fronteira terrestre com a Gâmbia (o Senegal praticamente envolve a Gâmbia, com a exceção da costa).

Dacar mantém relações tensas com a Gâmbia, país para o qual enviou tropas durante um golpe de Estado em 1981.

A CEDEAO enviou tropas para a Libéria e para a Serra Leoa durante as guerras civis naqueles países na década de 1990, estabelecendo um precedente para eventuais futuras intervenções.

Por causa da crise, centenas de gambianos já começaram a abandonar o país em direção ao Senegal e à Guiné-Bissau.A Nigéria - potência militar regional - deslocou 200 militares da Força Aérea para o Senegal, bem como vários aparelhos: caças, aviões de transporte, helicópteros ligeiros e aparelhos de vigilância e recolha de informações táticas.

Lusa

  • Drone inglês evita execução do Daesh na Síria
    2:08

    Mundo

    A Força Aérea britânica divulgou esta terça-feira um vídeo que mostra um drone a parar uma execução pública que estaria prestes a acontecer às mãos do Daesh, na Síria. As imagens, apesar de cortadas pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, mostram várias pessoas na rua, uma explosão e, depois, a fuga.

  • Atrás das Câmaras em Fátima
    2:48
  • Como fazer negócios no mercado dos leilões
    7:15
  • PS quer reconquistar poder em Vila Viçosa
    2:06

    Autárquicas 2017

    Ana Catarina Mendes insistiu na ideia de que o PSD escolheu um modo perigoso de fazer campanha, ao insistir nas críticas à lei da imigração. Ana Catarina Mendes, secretária-geral adjunta do PS, esteve esta quarta-feira em campanha no distrito de Évora.

  • Troca de argumentos entre Medina e Cristas marca campanha em Lisboa
    2:34

    Autárquicas 2017

    Esta quarta-feira o dia de campanha em Lisboa ficou marcado por uma troca de argumentos entre Fernando Medina e Assunção Cristas. O atual presidente da Câmara acusa a candidata do CDS de não respeitar os lisboetas por admitir que pode não exercer o cargo de vereadora até ao fim do mandato. Já Assunção Cristas garante que se for eleita cumpre o mandato até ao fim.

  • "Não toleramos ameaças de ninguém"
    2:13
  • Número de tartarugas marinhas está a aumentar

    Mundo

    O número de tartarugas marinhas está a crescer, levando investigadores a considerar que os esforços para salvar estes animais são uma "história de sucesso da conservação global", indica um estudo divulgado esta quarta-feira.

  • Tubarões vivem mais tempo do que se pensava

    Mundo

    Uma revisão de dados sobre avaliação da idade dos tubarões revela que muitas espécies têm maior longevidade do que se pensava, o que poderá obrigar a uma revisão dos planos de conservação das mais ameaçadas.

  • Como mudar um templo com 135 anos e 2 mil toneladas... de lugar

    Mundo

    Um templo budista do século XIX é um dos mais populares em Xangai, na China. Visitado diariamente por milhares de pessoas, precisava de ser relocalizado para evitar que uma tragédia acontecesse. E mesmo pesando cerca de duas mil toneladas, a missão acabou por se provar possível.

  • Casal morre com horas de diferença depois de 75 anos de casamento

    Mundo

    George e Jean Spear morreram no passado dia 15 de setembro, no hospital de Queensway Carleton, em Ottawa (Canadá), depois de terem celebrado 75 anos de casamento em agosto. A britânica de 94 anos conheceu o candaniano em 1941, num salão de bailes, em Londres. George Spear servia as Forças Armadas durante a Segunda Guerra Mundial.

    SIC