sicnot

Perfil

Mundo

O seu gato está de bom ou de mau humor?

Eugene Hoshiko / AP

Uma aplicação para telemóvel mostra o estado de espírito do seu gato. A aplicação Anicall foi apresentada hoje na Wearable Expo em Tóquio mas só deverá estar disponível, por enquanto, para os gatos japoneses.

A sociedade japonesa Anicall partiu das aplicações que já existem para os seres humanos, como as que monitorizam a atividade física, e melhorou uma aplicação que já tinha inventado. É útil para os donos de gatos porque "traduz os sentimentos" dos animais, diz o investigador Masayoshi Asai.

Mas é mais do que isso, uma vez que se torna num instrumento útil para monitorizar a saúde dos animais. "Ao registar os comportamentos, podemos detetar uma anomalia potencialmente reveladora de uma doença", explica o investigador.

Uma coleira especial envia dados sobre o animal para o telemóvel do dono, dados como a temperatura corporal, o ritmo cardíaco ou mesmo o nível de hidratação.

Por enquanto os dispostivos só estão disponíveis no Japão e para animais domésticos, mas a empresa tem já na manga aplicações para monitorizar animais de quinta: Cowcall, para os bovinos e Horsecall, para os equinos.

Eugene Hoshiko / AP

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.