sicnot

Perfil

Mundo

Dirigente derrotado da Gâmbia concorda em ceder poder

© Thierry Gouegnon / Reuters

O ex-presidente e candidato derrotado das eleições na Gâmbia, Yahya Jammeh, concordou em ceder o poder ao novo Presidente do país, empossado na quinta-feira, indicou esta sexta-feira um responsável governamental senegalês.

Estão a ser acertados os últimos pormenores do acordo, precisou o responsável, a coberto do anonimato devido à falta de autorização para falar à imprensa. Contudo, Jammeh já se tinha proposto abandonar a presidência do país, logo após a vitória eleitoral do adversário, Adama Barrow, mas depois mudou de ideias.

Ao fim de 22 anos no poder, a que acedeu através de um golpe de Estado, Jammeh poderá agora ver-se mesmo obrigado a afastar-se, depois de o chefe das Forças Armadas gambianas ter jurado lealdade ao novo chefe de Estado e ter declarado que os militares gambianos não tencionam entrar em conflitos.

Os líderes da Guiné-Conacri e da Mauritânia chegaram hoje de manhã à Gâmbia para persuadir Jammeh a ceder o poder no país da África Ocidental, enquanto uma força militar regional aguardava ordens para entrar na capital e obrigá-lo a abandonar o gabinete que ocupou durante mais de duas décadas.

Barrow, eleito Presidente no mês passado, prestou juramento na quinta-feira e o Conselho de Segurança da ONU aprovou por unanimidade a intervenção da força militar regional.

A cerimónia de posse realizou-se na embaixada gambiana no vizinho Senegal, para garantir a segurança do novo chefe de Estado.Yahya Jammeh chegou ao poder através de um golpe de Estado em 1994 e é acusado de graves violações dos direitos humanos, entre as quais detenções arbitrárias, tortura e assassínio de opositores no pequeno país de 1,9 milhões de habitantes.Inicialmente, aceitou a derrota no escrutínio de 01 de dezembro e felicitou publicamente o vencedor, Adama Barrow, candidato da oposição coligada, mas depois mudou de ideias, ordenando ao exército que invadisse a sede da comissão eleitoral e contestando os resultados eleitorais junto do Supremo Tribunal.

Lusa

  • Primo de Sócrates já foi notificado
    1:48
  • Santana Lopes espera mais diálogo com António Costa
    0:40

    País

    Pedro Santana Lopes espera que o primeiro-ministro dialogue mais com o novo líder do PSD do que o que tem dialogado com Passos Coelho. O candidato à liderança dos social-democratas criticou ainda Rui Rio por ainda não se ter mostrado disponível para um debate.

  • Rui Rio defende o diálogo com todos os partidos
    0:37

    País

    Rui Rio defende o diálogo com todos os partidos com assento parlamentar e não apenas com o Governo. As declarações do candidato à liderança do PSD surgiram em resposta a António Costa que, em entrevista, disse que acredita que a relação com os social-democratas vai melhorar com a nova liderança.

  • Morreu o jornalista Pedro Rolo Duarte

    País

    Morreu Pedro Rolo Duarte. O jornalista tinha 53 anos e não resistiu a um cancro. Pedro Rolo Duarte estava internado nos cuidados paliativos do Hospital da Luz, em Lisboa. Trabalhou em imprensa, na rádio e na televisão.