sicnot

Perfil

Mundo

Empresa alemã condenada a pagar 60 milhões por certificar implantes defeituosos

© Marcos Brindicci / Reuters

Um tribunal francês condenou esta sexta-feira o grupo alemão TUV a pagar 60 milhões de euros de indemnização a 20 mil mulheres que receberam implantes mamários defeituosos que a empresa certificou.

A empresa alemã foi condenada a fazer um pagamento inicial de 3.000 euros a cada mulher por certificar que os implantes de silicone feitos pela empresa francesa Poly Implant Prothese (PIP) eram seguros.

No que se tornou o maior escândalo na área da saúde, os dispositivos revelaram mais tarde conter gel de silicone industrial e má qualidade. "O montante final será determinado após uma avaliação, mas o grupo TUV vai fazer um pagamento inicial de 3.000 euros" por pessoa, afirmou o advogado Laurent Gaudon, que representa 7.000 mulheres.

O escândalo surgiu em 2010 quando médicos noticiaram ruturas anormais nestes implantes. Cerca de 300 mil mulheres de 65 países acreditavam que tinham recebido implantes defeituosos.

Lusa

  • Prosseguem buscas por condutor da carrinha no ataque em Barcelona
    2:38
  • Nicolás Maduro quer convocar "cimeira mundial de solidariedade"

    Mundo

    O Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, reiterou este sábado que convocará uma "cimeira mundial de solidariedade" com o país, que permita atenuar a "campanha criminosa" que considera existir contra a Venezuela, cujo Governo está cada vez mais isolado internacionalmente.

  • Concentração de motos em Góis
    2:28

    País

    Durante este fim de semana, decorre uma das concentrações de motards mais concorridas do país. A organização esperava cerca de 20 mil visitantes em Góis.