sicnot

Perfil

Mundo

Empresa alemã condenada a pagar 60 milhões por certificar implantes defeituosos

© Marcos Brindicci / Reuters

Um tribunal francês condenou esta sexta-feira o grupo alemão TUV a pagar 60 milhões de euros de indemnização a 20 mil mulheres que receberam implantes mamários defeituosos que a empresa certificou.

A empresa alemã foi condenada a fazer um pagamento inicial de 3.000 euros a cada mulher por certificar que os implantes de silicone feitos pela empresa francesa Poly Implant Prothese (PIP) eram seguros.

No que se tornou o maior escândalo na área da saúde, os dispositivos revelaram mais tarde conter gel de silicone industrial e má qualidade. "O montante final será determinado após uma avaliação, mas o grupo TUV vai fazer um pagamento inicial de 3.000 euros" por pessoa, afirmou o advogado Laurent Gaudon, que representa 7.000 mulheres.

O escândalo surgiu em 2010 quando médicos noticiaram ruturas anormais nestes implantes. Cerca de 300 mil mulheres de 65 países acreditavam que tinham recebido implantes defeituosos.

Lusa

  • Catalunha vs Espanha
    29:35
  • Empate técnico a uma semana das eleições na Catalunha

    Mundo

    A sete dias das eleições regionais catalãs, várias sondagens publicadas hoje indicam que os partidos constitucionalistas estão à frente nas intenções de voto, mas os independentistas ganham em número de lugares, sem nenhum dos blocos ter maioria absoluta.