sicnot

Perfil

Mundo

Implicado em homicídio de fotojornalista no México condenado a 315 anos de prisão

© Henry Romero / Reuters

Um juiz sentenciou a 315 anos de prisão um dos implicados no homicídio de cinco pessoas, incluindo o do fotojornalista Rubén Espinosa, ocorrido na capital mexicana em 2015, informou esta sexta-feira a Procuradoria-Geral da Justiça da Cidade do México.

Espinosa, que trabalhava para a agência de fotografia Cuartoscuro e para a revista Proceso, tinha chegado em junho de 2015 à capital mexicana depois de trabalhar cerca de oito anos em Xalapa, capital do estado oriental de Veracruz, onde tinha recebido ameaças.

O fotógrafo foi assassinado a par com quatro mulheres a 31 de julho de 2015 num apartamento na Cidade do México.

O juiz determinou que além dos 315 anos de prisão, o indivíduo não identificado deve pagar uma multa de 57.708,75 pesos (2.462 euros) e decretou a suspensão dos seus direitos políticos.

O comunicado refere que o processo contra os outros dois prováveis implicados no múltiplo homicídio continua em "fase de instrução".

O caso motivou críticas da comunidade jornalística, de associações civis e de vários organismos das Nações Unidas contra o então governador do estado de Veracruz, Javier Duarte.

Desde que foi conhecido o caso, Duarte foi apontado com um dos responsáveis da impunidade existente em Veracruz, considerada uma das regiões mais perigosas do mundo para exercer jornalismo.

Lusa

  • Pelo menos dois feridos em confrontos entre adeptos do Benfica e do Braga
    1:55

    Desporto

    Antes do jogo do Benfica e do Sporting de Braga, registaram-se confrontos entre os adeptos, no Estádio Municipal de Braga. Os confrontos causaram pelo menos dois feridos. Os benfiquistas queixaram-se de agressões e criticaram a ausência da polícia. Várias viaturas foram danificadas durante os distúrbios e a PSP chegou a separar adeptos do Braga e do Benfica.

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Donald Trump culpa imigrantes por ataque que nunca existiu
    1:01
  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.