sicnot

Perfil

Mundo

Alemanha afirma que eleição de Trump marca o fim de uma era

© Jaime Saldarriaga / Reuters

O chefe da diplomacia alemã afirmou este domingo que a eleição de Donald Trump marca o fim de uma era e que Berlim irá avançar prontamente para salvaguardar "uma cooperação transatlântica estreita e confiante" com a nova administração americana.

Num artigo publicado hoje no jornal alemão Bild, o ministro dos Negócios Estrangeiros alemão, Frank-Walter Steinmeier, escreveu que "com a eleição de Donald Trump, o velho mundo do século XX finalmente acabou" e "como o mundo de amanhã será ainda não está definido".

O artigo de Steinmeier é publicado dois dias depois de Trump ter prestado juramento como 45.º Presidente dos Estados Unidos numa cerimónia pública em Washington.Steinmeier referiu que quando acontece uma mudança de poder existem "incertezas, dúvidas e pontos de interrogação", mas advertiu que muito mais está em jogo "nestes tempos de uma nova desordem global".Sobre a relação direta com Washington, Frank-Walter Steinmeier indicou que Berlim pretende salvaguardar "uma cooperação transatlântica estreita e confiante sustentada em valores comuns" com a nova administração americana.

O chefe da diplomacia alemã também referiu que pretende promover com Washington o livre comércio e esforços conjuntos contra o extremismo.Ainda no artigo, Steinmeier afirmou ter a certeza de que a Alemanha vai "encontrar interlocutores em Washington que saibam que os países grandes também precisam de parceiros".

No sábado, a chanceler alemã, Angela Merkel, manifestou confiança de que as relações transatlânticas vão continuar a ser importantes com Donald Trump na Presidência dos Estados Unidos e disse que a Alemanha irá trabalhar nesse sentido no seio do G20, grupo que reúne as 20 economias mais ricas e emergentes do mundo.

A Alemanha sucedeu à China na presidência do G20."As relações transatlânticas não irão ter menos importância nos próximos anos. Vou trabalhar para isso", disse Merkel.Numa recente entrevista, Trump manifestou o seu respeito pela chanceler, que classificou como uma "grande líder", mas disse que Merkel cometeu um "erro catastrófico" ao abrir as fronteiras da Alemanha a migrantes e refugiados.

Lusa

  • As confissões de Sérgio Conceição: do futuro no FC Porto à zanga com Rui Vitória 
    43:14
  • Marcelo descobre que vê mal "ao longe à esquerda"
    2:05

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa recebeu uma declaração dos médicos contra a despenalização da eutanásia. A audiência ao atual bastonário e cinco antecessores acontece a uma semana do tema ir a debate no Parlamento, e no dia em que o Presidente da República foi a estrela do Dia da Segurança Infantil. Marcelo aproveitou para fazer um rastreio à visão e concluiu que tem que estar "atento", à esquerda, ao longe".

  • PS "vai ficar em banho-maria durante anos" por causa de Sócrates
    0:59

    País

    Miguel Sousa Tavares considera que o PS vai ficar em "banho-maria" durante anos por causa de José Sócrates. Em entrevista na SIC Notícias, o comentador criticou os dirigentes socialistas pela forma como se tentaram demarcar do ex-primeiro-ministro e disse que António Costa devia ter tomado uma atitude mais concreta.

  • Sabia que pode emprestar dinheiro a empresas e ganhar 7% em juros por ano?
    8:05
  • É desta que provam a existência do monstro de Loch Ness?

    Mundo

    Para muitos, o monstro de Loch Ness não passa de uma lenda. A verdade é que a existência ou não desta criatura mística continua a suscitar debates entre aqueles que acreditam e os cépticos. Uma equipa internacional de investigadores quer responder finalmente à questão através da recolha de ADN ambiental do Loch Ness, na Escócia.

    SIC