sicnot

Perfil

Mundo

Trump e Netanyahu discutiram "ameaças que o Irão coloca"

© Ronen Zvulun / Reuters

O novo Presidente norte-americano, Donald Trump, e o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, debateram "as ameaças que o Irão coloca" e concordaram que a paz israelo-palestiniana só pode ser "negociada diretamente", anunciou este domingo a Casa Branca.

Os dois governantes falaram hoje à noite por telefone e "acordaram continuar a trocar pontos de vista sobre uma série de questões regionais, incluindo sobre como lidar com as ameaças que o Irão coloca", indicou a Casa Branca, dando o primeiro indício de endurecimento da política do novo Governo dos Estados Unidos em relação a Teerão.

Segundo a mesma fonte, não foi abordada a sugestão de Trump de transferir a embaixada norte-americana de Telavive para Jerusalém, uma jogada que quebraria o consenso com a maior parte da comunidade internacional, que não reconhece Jerusalém como capital de Israel, e poderia desencadear mais violência na região.

Horas antes, a Casa Branca contrariou indicações de que uma decisão sobre essa questão estivesse iminente.
"Estamos nas fases iniciais da própria discussão desse assunto", declarou o secretário da Imprensa da presidência norte-americana, Sean Spicer, citado pela agência de notícias francesa, AFP.

O Presidente palestiniano, Mahmud Abbas, advertiu que a mudança da embaixada desferiria um duro golpe sobre a esperança de paz no Médio Oriente, e a ONU e a União Europeia expressaram preocupação com tal proposta.

Durante a conversa telefónica de hoje, Trump também sublinhou a necessidade de negociações diretas entre israelitas e palestinianos.
"O Presidente salientou que a paz entre Israel e os palestinianos só pode ser negociada diretamente pelas duas partes e que os Estados Unidos vão trabalhar estreitamente com Israel para avançar no sentido desse objetivo", disse a Casa Branca.

Lusa

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.