sicnot

Perfil

Mundo

Bomba da II Guerra Mundial leva à retirada de dezenas de pessoas em Hong Kong

© Michaela Rehle / Reuters

Dezenas de pessoas foram esta segunda-feira retiradas após a descoberta de uma bomba da II Guerra Mundial no estaleiro de uma obra na antiga colónia britânica, perto do campus da Universidade de Hong Kong.

Trabalhadores da construção civil e residentes de uma residência universitária foram retirados depois de uma bomba de 227 quilos, fabricada nos Estados Unidos, ter sido descoberta na estrada Pok Fu Lam, segundo a edição online do jornal Apple Daily citada pela AFP.

A bomba deverá ser detonada no local hoje à noite. Bombas ou granadas por detonar são encontradas com frequência por caminhantes ou trabalhadores da construção civil na cidade, que foi palco de intensos confrontos entre as forças japonesas e as tropas britânicas em 1941.

Os Estados Unidos e a força aérea dos aliados bombardearam Hong Kong depois de a então colónia britânica ter sido ocupada pelos japoneses.

No ano passado a polícia eliminou oito engenhos explosivos encontrados por uma pessoa que estava a percorrer um trilho. Em 2014, a polícia detonou uma bomba que pesava quase uma tonelada, a maior até à data encontrada na cidade.

A descoberta levou à retirada de mais de 2.000 pessoas.

Lusa

  • "Desisto com muita dificuldade, só abandono a liderança se houver rebelião"
    2:39
  • Como um tweet de Kylie Jenner levou à queda das ações do Snapchat

    Economia

    As ações da Snap Inc., empresa que gere o Snapchat, fecharam a cair 6% na bolsa de Wall Street, esta quinta-feira, depois de Kylie Jenner ter anunciado que tinha deixado de usar a aplicação. A celebridade norte-americana tem mais de 24 milhões de seguidores e é considerada uma das utilizadoras mais influentes do Snapchat.

  • Arqueólogos anunciam descoberta de selo com assinatura do profeta Isaías

    Mundo

    Arqueólogos israelitas afirmam ter descoberto a marca de um selo num pedaço de argila que exibe o que consideram ser a assinatura do profeta bíblico Isaías, a quem se atribui a autoria de um livro do Antigo Testamento e de vários excertos do Novo Testamento. O achado arqueológico agora divulgado poderá ser a primeira prova da existência do profeta Isaías até agora encontrada. A descoberta aconteceu em Jerusalém, próximo do local onde foi encontrada um outro selo com a impressão da assinatura do rei Ezequias de Judá.

  • Escolas da Portela e Moscavide degradadas e com amianto
    3:00
  • Marcelo de "alma cheia" no fim da visita a São Tomé e Príncipe
    2:43

    País

    O Presidente da República terminou esta quinta-feira no Príncipe uma visita de três dias a São Tomé. Marcelo Rebelo de Sousa prometeu o reforço da cooperação económica e anunciou a visita de António Costa antes do Verão. e lembrou os políticos portugueses de que é muito mais o que nos une, do que o que nos separa.

    Enviados SIC

  • Não dá mais, Brasil!
    18:00