sicnot

Perfil

Mundo

Bomba da II Guerra Mundial leva à retirada de dezenas de pessoas em Hong Kong

© Michaela Rehle / Reuters

Dezenas de pessoas foram esta segunda-feira retiradas após a descoberta de uma bomba da II Guerra Mundial no estaleiro de uma obra na antiga colónia britânica, perto do campus da Universidade de Hong Kong.

Trabalhadores da construção civil e residentes de uma residência universitária foram retirados depois de uma bomba de 227 quilos, fabricada nos Estados Unidos, ter sido descoberta na estrada Pok Fu Lam, segundo a edição online do jornal Apple Daily citada pela AFP.

A bomba deverá ser detonada no local hoje à noite. Bombas ou granadas por detonar são encontradas com frequência por caminhantes ou trabalhadores da construção civil na cidade, que foi palco de intensos confrontos entre as forças japonesas e as tropas britânicas em 1941.

Os Estados Unidos e a força aérea dos aliados bombardearam Hong Kong depois de a então colónia britânica ter sido ocupada pelos japoneses.

No ano passado a polícia eliminou oito engenhos explosivos encontrados por uma pessoa que estava a percorrer um trilho. Em 2014, a polícia detonou uma bomba que pesava quase uma tonelada, a maior até à data encontrada na cidade.

A descoberta levou à retirada de mais de 2.000 pessoas.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Donald Trump culpa imigrantes por ataque que nunca existiu
    1:01
  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.