sicnot

Perfil

Mundo

PM da Hungria elogia fim do multilateralismo declarado por Trump

Reuters

O primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orban, elogiou hoje como declaração chave do discurso de posse do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a de que todos os países têm o direito a pôr os seus interesses primeiro.


Orban interpretou a declaração de Trump como "o fim do multilateralismo".
No discurso de posse, na sexta-feira, Donald Trump disse que os EUA "procurarão amizade e boa vontade com as nações do mundo", "na compreensão de que é direito de todas as nações pôr os seus interesses primeiro".
Orban, que tem elogiado Trump, designadamente pela sua posição face à imigração, afirmou hoje que o Ocidente atravessa uma "mudança de caráter" e que a frase de Trump é fundamental para compreender o que se segue.
"Tivemos autorização, se quiserem, da mais alta posição do mundo para nos pormos em primeiro lugar", disse o primeiro-ministro húngaro, numa conferência económica na Hungria.
"Isso é algo muito importante, uma grande liberdade e um grande presente", acrescentou.
Viktor Orban também disse que o conservador francês François Fillon é o seu candidato preferido às presidenciais de 2017 em França e que apoia a sua proposta de uma nova aliança militar na Europa.

  • Aviação russa matou mais de 11 mil pessoas na Síria

    Mundo

    Pelo menos 11.612 pessoas morreram na Síria em resultado dos bombardeamentos da aviação russa, aliada do Governo de Damasco, iniciados em 30 de setembro de 2015, de acordo com dados publicados hoje pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

  • Mais de 500 casos de sarampo na Europa este ano, avisa OMS

    Mundo

    Mais de 500 casos de sarampo foram reportados só este ano na Europa, afetando pelo menos sete países, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Em Portugal, a OMS reconheceu oficialmente a eliminação do vírus do sarampo no verão do ano passado.