sicnot

Perfil

Mundo

Donald Trump insta Chicago a controlar criminalidade violenta

© Jim Young / Reuters

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou na terça-feira enviar agentes federais se Chicago não conseguir controlar a criminalidade na terceira maior cidade norte-americana.

O republicano, que fez da lei e ordem um tema chave na sua campanha presidencial, citou as estatísticas de homicídio noticiadas pelo Chicago Tribune.

"Se Chicago não resolver a horrível carnificina que está a acontecer, com 228 tiroteios em 2017 e 42 mortos (mais 24% em relação a 2016), vou enviar os 'Feds' (agentes federais)", disse Trump através da sua conta de Twitter.

Não é claro se a intenção manifestada por Trump através do Twitter era federalizar a polícia local, enviar reforços federais ou qualquer outra ação.

O departamento da polícia de Chicago disse em comunicado que estava "mais do que disposto em trabalhar" com as agências federais como o FBI, agência antidroga dos Estados Unidos (DEA, na sigla em inglês), e departamento de Álcool, Tabaco e Armas de Fogo (ATF) para "aumentar as taxas federais de acusação por crimes de armas em Chicago".

Chicago, que o antigo Presidente Barack Obama adotou como cidade de residência, tem as piores estatísticas de criminalidade violenta entre todas as metrópoles norte-americanas.

A 2 de janeiro Trump escreveu no Twitter que o mayor (presidente da câmara) - um democrata que foi chefe de pessoal de Obama durante o seu primeiro mandato - deveria pedir ajuda federal se fosse incapaz de parar as elevadas taxas de homicídio.

Com Lusa

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John Mccain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06
  • Menos casos de sida em Portugal
    1:44