sicnot

Perfil

Mundo

Novo presidente da Gâmbia chega ao país na quinta-feira

Adama Barrow

© Thierry Gouegnon / Reuters

O novo presidente da Gâmbia, Adama Barrow, chega ao país na quinta-feira, uma semana depois de ter prestado juramento numa embaixada no vizinho Senegal, anunciou hoje uma fonte do novo governo gambiano.

O responsável governamental gambiano prestou declarações sob anonimato por não estar autorizado a falar à imprensa sobre esta questão.

Barrow - que prometeu inverter as políticas que o anterior presidente, Yahya Jammeh, aplicou durante 22 anos - derrotou Jammeh nas eleições presidenciais de dezembro.

O anterior presidente aceitou, num primeiro momento, a derrota nas eleições, mas pouco depois voltou atrás e apresentou um recurso ao Supremo Tribunal, afirmando que a votação tinha sido falseada pela oposição, com a cumplicidade de países da região.

Só no passado fim de semana Jammeh cedeu à pressão internacional e saiu da Gâmbia, já depois do prazo concedido pela Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), 19 de dezembro, e sob ameaça de intervenção militar coordenada pelo Senegal e pela Nigéria.

Jammeh partiu para o exílio na Guiné Equatorial.

O antigo presidente tem vindo a ser acusado por grupos de defesa dos diretos cívicos de ter liderado um governo que, ao longo de 22 anos, neutralizou a oposição através de detenções, torturas e assassínios.

A força militar preparada pela CEDEAO entrou mesmo na Gâmbia, mas para garantir a segurança do novo presidente, Adama Barrow, que tem permanecido no vizinho Senegal (um país que envolve toda a Gâmbia, à exceção de uma pequena faixa de costa atlântica).

Barrow solicitou à CEDEAO que mantenha a sua força militar (com tropas senegalesas, malianas e outras, apoiadas por aviação nigeriana) na Gâmbia por seis meses. No entanto, desconhece-se ainda se os Estados-membros da CEDEAO vão aceitar ou não uma mobilização dos seus militares por esse período de tempo.

O novo presidente - que prestou juramento na embaixada gambiana em Dacar - tem estado a formar o seu futuro governo. Para já, nomeou uma mulher, Fatoumata Tabajang, como sua vice-presidente.

Na terça-feira, os deputados gambianos levantaram o estado de emergência - declarado por Jammeh a dois dias do fim do prazo para ceder o poder - e anularam a extensão de três meses do mandato do anterior presidente, naquela que foi uma das suas últimas tentativas de se manter no cargo.

Lusa

  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • ASAE encerra em média um restaurante por dia
    1:33
  • Grupo de brasileiros em assalto milionário no Paraguai
    1:24