sicnot

Perfil

Mundo

Empresário brasileiro envolvido no caso Lava Jato vai entregar-se

O advogado do empresário Eike Batista, cuja prisão preventiva foi esta quinta-feira decretada pela Justiça do Rio de Janeiro, disse que o seu cliente está nos Estados Unidos e deve se entregar às autoridades brasileiras o mais rápido possível.

"Estamos em contato com a Polícia Federal e o Ministério Público Federal [MPF] , e a intenção dele é cooperar com esses órgãos, como sempre cooperou, e retornar [ao Brasil] o mais rápido possível", disse o advogado Fernando Martins à Agência Brasil.

Segundo o advogado, Eike Batista viajou para as cidades de Nova Iorque e Miami para resolver questões relacionadas com uma decisão judicial das Ilhas Cayman, que esta semana bloqueou bens do empresário no valor de 63 milhões de dólares (59 milhões de euros).

A polícia federal realizou hoje de manhã uma operação no Rio de Janeiro, para tentar cumprir um mandado de prisão preventiva contra Eike Batista, mas o empresário estava fora do país, tendo o MPF solicitado à Interpol que o incluísse na lista das pessoas procuradas pela justiça.

Eike Batista foi acusado dos crimes de corrupção ativa, passiva e organização criminosa, pelo seu alegado envolvimento num esquema de corrupção liderado pelo ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, cujos desvios somam pelo menos 100 milhões de dólares (93 milhões de euros).

O empresário é acusado de pagar subornos no valor de 16 milhões de dólares (14,9 milhões e euros) em troca do favorecimento em licitações de obras públicas.

O mandado de prisão está incluído na operação Eficiência, um desdobramento das investigações de corrupção da operação Lava Jato na Petrobras e em diversos órgãos públicos do Brasil.

Lusa

  • Marinha e Exército dão luz verde ao Aeroporto do Montijo

    País

    De acordo com a edição deste domingo do Diário de Notícias, o Exército e a Marinha já comunicaram à Força Aérea disponibilidade para desocupar parcialmente a base aérea e o Montijo se transformar num num aeroporto complementar ao de Lisboa.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.