sicnot

Perfil

Mundo

François Fillon afirma que suspeitas que envolvem mulher são para o prejudicar

© POOL New / Reuters

O candidato de direita às presidenciais francesas e favorito nas sondagens, François Fillon, assegurou esta quinta-feira que as suspeitas de que a sua mulher teve um trabalho fictício como sua assistente parlamentar só visam prejudicá-lo nas eleições de abril-maio.

"Há 30 anos que estou na política, sabia que ia enfrentar todas as calúnias, mas não esta. É abjeto", disse François Fillon, em entrevista ao canal de televisão TF1.

A justiça francesa anunciou na quarta-feira a abertura de um inquérito por uso indevido de fundos públicos, depois de o semanário Le Canard Enchaîné ter noticiado que Fillon, quando era deputado, criou um emprego fictício para a mulher, Penelope Fillon, pelo qual recebeu ao longo de oito anos cerca de 500.000 euros brutos.

Fillon, primeiro-ministro durante a Presidência de Nicolas Sarkozy (2007-2012), é um dos favoritos às presidenciais de abril e maio de 2017 e as sondagens colocam-no como provável adversário da líder da extrema-direita, Marine Le Pen, na segunda volta.

Lusa

  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • Estarão os portugueses a consumir vitamina D em excesso? 
    6:44
  • Investigadores criam nanovacina contra diferentes cancros

    Mundo

    Investigadores da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, desenvolveram uma nanovacina (vacina administrada através de partículas microscópicas) contra diferentes cancros, como o da pele, do cólon e do reto, numa experiência com ratos, revela um estudo publicado esta segunda-feira.