sicnot

Perfil

Mundo

França e Alemanha manifestam preocupação com decisões de Trump

CLEMENS BILAN

A França e a Alemanha estão "preocupadas" com várias decisões tomadas pelo Presidente norte-americano, Donald Trump, particularmente as restrições à chegada de refugiados, disse este sábado o ministro francês dos Negócios Estrangeiros, Jean-Marc Ayrault.

"Acolher os refugiados que fogem da guerra é parte do nosso dever", disse, ao lado do seu novo congénere alemão, Sigmar Gabriel, depois de um encontro entre ambos."Devemos (...) assegurar que isso acontece de forma equitativa, justa e solidária", acrescentou.

Trump assinou na sexta-feira uma ordem executiva para suspender a chegada de refugiados aos EUA e impor controlos severos a quem viaja com origem em sete países muçulmanos.

"Essa decisão só pode causar-nos preocupação, mas há um conjunto de outras questões a causar-nos preocupação", disse Ayrault, quando questionado pelos jornalistas acerca das restrições.Jean-Marc Ayrault e o ministro alemão decidiram entrar em contacto com o secretário de Estado norte-americano nomeado, Rex Tillerson, assim que tome posse, "para discutir o assunto ponto por ponto e ter uma relação clara".

"A clareza, a coerência e, se necessário, a firmeza são necessárias para defender as nossas crenças, os nossos valores, a nossa visão do mundo, os nossos interesses - o francês, o alemão e o europeu", acrescentou.Gabriel realizou a sua primeira viagem ao estrangeiro desde que foi nomeado, na sexta-feira, para substituir Frank-Walter Steinmeier.

Pelo seu lado, um porta-voz da Comissão Europeia disse que não tinha "nenhum comentário a fazer" sobre as decisões de Trump.No entanto, relembrou "os comentários feitos várias vezes pelo presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, de que a Europa é e permanece aberta a todos aqueles que fogem dos conflitos armados e do terror, qualquer que seja sua religião".

Lusa

  • Merkel e Hollande querem reforçar coesão na União Europeia
    1:54

    Mundo

    Angela Merkel e François Hollande apelaram à coesão da União Europeia face aos desafios que representam a administração de Donald Trump e o Brexit. A Chanceler alemã e o Presidente francês reuniram-se esta sexta-feira para discutir a resposta às intenções de Trump sobre o comércio e defesa e o Brexit, que Angela Merkel acredita ser um ponto de viragem para a União Europeia.

  • DIRETO: Portuguesa entre os 14 mortos dos atentados na Catalunha

    Ataque em Barcelona

    Uma das 13 vítimas mortais do atentado de ontem em Barcelona é portuguesa e há uma outra portuguesa desaparecida. Entretanto, uma pessoa morreu e cinco suspeitos foram abatidos num segundo ataque esta madrugada em Cambrils. As buscas centram-se num nome: Moussa Oukabir. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35
  • Driss Oukabir: suspeito do atentado ou vítima de roubo de identidade?
    2:40

    Ataque em Barcelona

    Um dos dois suspeitos, do ataque nas Ramblas, detidos pela polícia foi inicialmente identificado como Driss Oukabir, um homem de 28 anos. Mais tarde, um homem com o mesmo nome apresentou-se numa esquadra em Girona, a mais de 100 quilómetros do local do atropelamento afirmando que lhe tinha sido roubada a identificação. De acordo com alguma imprensa espanhola, poderá ter sido o irmão, Moussa Oukabir, um jovem de 18 anos que vive em Barcelona, como explicou também Nuno Rogeiro, comentador da SIC.

  • "O abandono provoca incêndios desta dimensão"
    0:55

    País

    O antigo vereador da Câmara de Mação José Silva acredita que a desertificação do interior também é, em parte, responsável pelos incêndios. Segundo José Silva, Mação tem cada vez menos habitantes e é por essa razão que os terrenos são deixados ao abandono.

  • Mação perdeu 80% da área florestal
    3:39
  • Ágata candidata-se à Câmara de Castanheira de Pera
    3:42