sicnot

Perfil

Mundo

Israel aplaude decisão de Donald Trump de construir muro entre EUA e México

© Amir Cohen / Reuters

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou este sábado que apoia a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de construção de um muro na fronteira com o México.

"O presidente Trump está certo. Eu construí um muro ao longo da fronteira sul de Israel. Parou toda a imigração ilegal. Grande sucesso. Grande ideia", escreveu o político de forma telegráfica na rede social Twitter, adicionando as bandeiras de Israel e dos Estados Unidos.

Donald Trump assinou na quarta-feira um decreto para o início da construção de um muro ao longo da fronteira entre os Estados Unidos e o México - que tem uma extensão total de cerca de 3.000 quilómetros - para travar a entrada de imigrantes ilegais no território norte-americano.

O magnata deu assim o primeiro passo para concretizar uma das mais polémicas promessas da campanha eleitoral para as presidenciais.

"O muro é necessário porque o povo quer proteção e o muro protege. Basta perguntar a Israel. Tinham um absoluto desastre atravessando para o outro lado", afirmou Donald Trump na quinta-feira, numa conversa com um apresentador do canal conservador Fox News.

O Presidente dos Estados Unidos planeia financiar a construção do muro impondo um imposto de 20% sobre todos os bens provenientes daquele país.

Lusa

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.