sicnot

Perfil

Mundo

Morreu ator britânico John Hurt aos 77 anos

© Jean-Paul Pelissier / Reuters

O ator britânico John Hurt morreu aos 77 anos, vítima de cancro, informaram este sábado os diários britânicos Daily Mirror e Daily Mail, nas suas páginas de Internet.

John Hurt nasceu a 22 de janeiro, na cidade inglesa de Derbyshire, e ficou conhecido pelos papéis representados em filmes como "O Homem Elefante", de David Lynch, "O Expresso da Meia-Noite", de Alan Parker, "Alien - O Oitavo Passageiro", de Ridley Scott, ou "Harry Potter", onde foi o excêntrico Mr. Ollivander.

Foi nomeado duas vezes para os Óscares, pelos desempenhos em "O Homem Elefante" e "Expresso da meia-noite", que lhe deram igualmente nomeações para os Globos de Ouro - que conquistou no filme de Parker -, e lhe garantiram os prémios BAFTA, da academia britânica de cinema, a par de "The Naked Civil Servant".

No Fantasporto de 1985, foi distinguido como melhor ator pela atuação em "1984", o filme de Michael Radford que adapta o romance de George Orwell. Hurt recebeu ainda o Urso de Ouro de Berlim, por "An Englishman in New York", em 2009.

No filme "That Good Night", de Eric Styles, rodado sobretudo em Portugal, no Algarve, em 2015, desempenha um dos seus últimos papéis no cinema, o de um velho argumentista, doente, em fase terminal, com duas únicas preocupações: reconciliar-se com o filho e garantir que não sobrecarrega a mulher, ao optar por "essa boa noite".

O filme, já concluído, mas ainda por estrear, junta-se a outros dois em fase de pós-produção, "My Name Is Lenny", de Ron Scalpello, e "Damascus Cover", de Daniel Zelik Berk, que também contam com Hurt, entre os principais atores.

"Darkest Hour", de Joe Wright, centrado nos primeiros dias da II Guerra Mundial, guarda a derradeira participação de Hurt no cinema, no papel do antigo primeiro-ministro britânico Neville Chamberlain, antecessor de Winston Churchill.

O jornal britânico Daily Mail noticiou o início da produção deste filme, no passado mês de novembro, prevendo a estreia da obra no final do ano.
Com formação em pintura, John Hurt iniciou a carreira de ator na década de 1960.

Estreou-se em 1962, em "The Wild and the Willing", filme de Ralph Thomas, depois da participação em algumas séries televisivas, como "Z Cars" e "Probation Officer", mas foi pelo papel de um condenado, em "Um Homem para a Eternidade", de Fred Zinnemann, que se destacou, conquistando a primeira nomeação para os BAFTA, em 1967.

Trabalhou na televisão, em produções como "Eu, Cláudio", sobre Robert Graves, e "Crime e Castigo", sobre Dostoievsky, mas foi sobretudo o cinema que definiu a sua carreira, com papéis foram do terror de "O Fim-de-Semana de Osterman", de Sam Peckinpah, à comédia de "Uma Louca História do Mundo", de Mel Brooks.

"Jackie", de Pablo Larrain, com estreia anunciada para 09 de fevereiro, "Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal", de Steven Spielberg, "Uma família de estranhos", de Billy Bob Thornton, e "A Toupeira", de Tomas Alfredson, estão entre os filmes mais recentes de John Hurt.
Há dez anos, foi homenageado na quinta edição do Bragacine.

Em julho de 2015, recebeu o título de "Cavaleiro", concedido pela rainha Isabel II.

Numa entrevista à Radio Times, no final do ano passado, John Hurt falou da doença, disse que a morte não estaria entre as suas principais preocupações, mas acrescentou que seria "impossível chegar [aos 77 anos] sem uma pequena contemplação" da mortalidade.


Lusa

  • Paulo Fonseca e Paulo Sousa fora da Liga Europa

    Liga Europa

    A segunda mão dos 16 avos-de-final da Liga Europa ficou marcada pelas eliminações de duas equipas treinadas por portugueses: a Fiorentina de Paulo Sousa e o Shakhtar Donetsk de Paulo Fonseca. Paulo Bento, no Olympiacos, e José Mourinho, no Manchester United, são os únicos técnicos lusos ainda em competição. Noutros jogos, destaque para os afastamentos do Tottenham e do Zenit. Veja aqui os resumos de todos os encontros desta noite europeia. O sorteio dos oitavos-de-final está agendado para esta sexta-feira, às 12h00, hora de Lisboa.

  • PSD questiona funcionamento da Assembleia da República
    2:39

    Caso CGD

    O PSD e o CDS vão entregar esta sexta-feira no Parlamento o pedido para criar uma nova Comissão de Inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos. Os dois partidos reuniram-se esta quarta-feira para fechar o texto do requerimento. Durante o dia, o PSD considerou que o normal funcionamento da Assembleia da República está em causa, o que levou Ferro Rodrigues a defender-se e a garantir que está a ser imparcial.

  • Marcelo rejeita discussões menores na banca
    0:32

    Economia

    O Presidente da República avisa que não se devem introduzir querelas táticas e menores no sistema financeiro. Num encontro que reuniu publicamente Marcelo e Centeno, o Presidente diz que é preciso defender o interesse nacional.

  • Casos de cancro nos pulmões diminuem
    3:08

    País

    O mapa do cancro em Portugal está a mudar, pela primeira vez os casos de cancro do cólon ultrapassaram os do pulmão. A proibição de fumar em locais públicos tem levado à diminuição dos casos de tumores pulmonares.

  • Túnel descoberto em cadeia brasileira tinha ligação a uma habitação
    0:44

    Mundo

    A polícia brasileira descobriu um túnel que ligava a cadeia de Porto Alegre a uma casa e serviria para libertar prisioneiros do estabelecimento. As autoridades detiveram sete homens e uma mulher no local. A construção permitiria uma fuga massiva que poderia chegar aos 200 mil fugitivos e estima-se que terá custado mais de 300 mil euros. A polícia do Rio Grande do Sul acredita, assim, ter impedido aquela que seria a maior fuga de prisioneiros de sempre no Estado brasileiro.

  • Três dos planetas encontrados podem conter água e vida
    3:28