sicnot

Perfil

Mundo

Pentágono tem um mês para fazer plano estratégico contra Daesh

O departamento norte-americano de Defesa tem um mês para apresentar um plano estratégico para derrotar o grupo extremista Daesh, decidiu este sábado o presidente dos Estados Unidos.

Donald Trump assinou este domingo uma ordem executiva dando instruções ao Pentágono para que apresente, até ao final de fevereiro, uma estratégia para derrubar o Daesh.

"Creio que vai ser um sucesso", disse Donald Trump aos jornalistas a propósito da decisão.

Na sexta-feira, Donald Trump assinou no Pentágono um decreto para "reconstruir" as Forças Armadas do país, que são as maiores do mundo.

"Vou assinar um decreto para iniciar uma grande reconstrução das Forças Armadas dos Estados Unidos, para desenvolver um plano para novas aeronaves, navios, novos recursos e novas ferramentas para os nossos homens e mulheres de uniforme", disse, depois da cerimónia de tomada de posse do novo secretário da Defesa, o general na reforma James Mattis.

Lusa

  • "Devíamos ter-lhes tirado o petróleo"
    2:34

    Mundo

    Donald Trump acredita que técnicas de tortura resultam na luta contra o terrorismo e defende que essas práticas sejam retomadas. O Presidente dos Estados Unidos diz que é preciso combater o fogo com fogo. Trump foi mais longe dizendo que os Estados Unidos deveriam ter ficado com o petróleo iraquiano, pois dessa forma o Daesh também perderia força.

  • Trump diz querer trabalhar com a NATO no combate ao Daesh
    0:28

    Eleições EUA 2016

    Donald Trump voltou a contradizer-se e quer agora trabalhar com os parceiros da NATO no combate ao Daesh. O candidato republicano considerava que a organização estava obsoleta, ficando essa ideia agora de parte. No seu discurso em Ohio, Trump apelou também a uma proibição temporária de imigrantes muçulmanos no país, uma espécie de teste de triagem para apanhar as pessoas que queiram colocar em causa a segurança dos Estados Unidos.

  • Incêndio de Setúbal "quase dominado"
    4:04

    País

    O incêndio que deflagrou segunda-feira em Setúbal está "quase dominado", segundo informações da presidente da Câmara. Maria das Dores Meira diz que não há feridos a registar e que os habitantes já vão regressando a casa. Para ajudar no combate ao fogo foram enviados meios de Lisboa.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.