sicnot

Perfil

Mundo

Procuradores-gerais dos EUA condenam decreto anti-imigração de Trump

TRACIE VAN AUKEN

Os procuradores-gerais de 16 estados federados, em representação de perto de um terço da população norte-americana, condenaram este domingo o decreto anti-imigração do Presidente Donald Trump, que prometeram "combater com todos os meios disponíveis".

"Condenamos o decreto do Presidente Trump, que é contrário à Constituição, aos valores da América e ilegal, e vamos trabalhar em conjunto para garantir que o governo federal obedece à Constituição, respeita a nossa história de nação fundada sobre a imigração e não visa ninguém apenas por causa da sua nacionalidade ou da sua fé", afirmaram os 16 procuradores democratas, em comunicado.

Ao lembrar que vários juízes já bloquearam uma parte do decreto, os 16 procuradores-gerais ('attorney general') prometeram fazer tudo ao seu alcance "para preservar a segurança nacional e os valores fundamentais" dos Estados Unidos.

Os procuradores-gerais afirmaram estar convencidos de que o decreto será anulado pela Justiça, e prometeram, enquanto esperam essa decisão, atuar de maneira "a que o menor número possível de pessoas sofra com a situação caótica que causou".

Além do procurador-geral do Estado do Illinois (centro), que tomou a iniciativa desta declaração, assinaram-na os representantes da Califórnia, Connecticut, Distrito de Columbia (capital), Hawai, Iowa, Maine, Maryland, Massachusetts, Novo México, Nova Iorque, Oregon, Pensilvânia, Vermont, Virgínia e Washington.

Na sexta-feira, o Presidente norte-americano, Donald Trump, assinou um decreto que impõe restições de entrada nos Estados Unidos a refugiados e imigrantes oriundos de sete países: Irão, Iraque, Síria, Líbia, Somália, Sudão e Iémen.

Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.