sicnot

Perfil

Mundo

Empresário Eike Batista detido por envolvimento em esquemas de corrupção no Brasil

© Ueslei Marcelino / Reuters

O empresário brasileiro Eike Batista foi preso esta segunda-feira por agentes da Polícia Federal após ter desembarcado no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro, por volta das 10:00 (12:00 Lisboa).

O empresário estava em Nova Iorque e era considerado foragido depois de a sua prisão preventiva ter sido decretada na última quinta-feira pela Justiça brasileira, que pediu a inclusão do seu nome na lista de procurados da Interpol.

Eike Batista é acusado de ter cometido os crimes de corrupção ativa, passiva e organização criminosa, pelo seu suposto envolvimento num esquema de corrupção liderado pelo ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, cujos desvios somam menos 100 milhões de dólares (93 milhões de euros).

O empresário é acusado de pagar subornos no valor de 16 milhões de dólares (14,9 milhões e euros) em troca do favorecimento em licitações de obras públicas. O mandado de prisão contra Eike Batista está incluído na operação Eficiência, um desdobramento das investigações de corrupção da operação Lava Jato na Petrobras e em diversos órgãos públicos do Brasil.

Eike Batista tornou-se um empresário mundialmente conhecido em 2012, quando foi considerado pela revista Forbes, dos Estado Unidos, o homem mais rico do Brasil e o sétimo mais rico do mundo.

Em 2013, porém, as suas empresas, que fazem parte de uma holding chamada EBX, entraram em crise e perdeu uma parte considerável do seu património.

Lusa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite