sicnot

Perfil

Mundo

O mundo escreve uma carta a Trump

Evan Vucci / AP

Os cidadãos de todo o mundo unem-se numa carta enderaçada ao Presidente dos Estados Unidos. Rejeitam o medo e o ódio que Donald Trump está a instigar com a compulsiva alteração de leis, nomeadamente com a recente política anti-imigração.

A carta-aberta já tem mais de 3 milhões e 500 mil assinaturas de cidadãos de países tão diferentes como a Finlândia e a Arábia Saudita.

Com 4 milhões de assinaturas, a carta será enviada para vários jornais pelo mundo.

Caro Sr. Trump,

Isto não é o que grandiosidade deve ser.

O mundo rejeita o seu medo, ódio e intolerância. Rejeitamos o seu apoio à tortura, os seus apelos à morte de civis e à violência em geral. Rejeitamos a difamação de mulheres, muçulmanos, mexicanos e milhões de outros que não são parecidos consigo, não falam da mesma forma ou não rezam ao mesmo deus.

Perante o seu medo escolhemos a compaixão. Ouvindo o seu desespero escolhemos esperança. Vendo a sua ignorância escolhemos compreensão.

Como cidadãos do mundo, estamos juntos contra a divisão que quer instituir.

  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC