sicnot

Perfil

Mundo

Atividade vulcânica em Marte tem dois mil milhões de anos

A análise a um meteorito de Marte, encontrado em África em 2012, revelou indícios de atividade vulcânica no planeta há dois mil milhões de anos, segundo um estudo divulgado esta quarta-feira na revista Science Advances.

Para o autor principal do estudo, Tom Lapen, professor de geologia da Universidade de Houston, nos Estados Unidos, os resultados oferecem novas pistas sobre como o 'planeta vermelho' evoluiu e sobre a história da sua atividade vulcânica.

Muito do que os cientistas sabem sobre a composição de rochas vulcânicas de Marte tem origem em meteoritos descobertos na Terra.

O meteorito de 2012, conhecido como Noroeste de África 7635, foi detetado por ser um tipo de rocha vulcânica chamada 'shergoti'. Onze destes meteoritos marcianos, com composição química e tempo de ejeção semelhantes, já foram encontrados.

A análise de diferentes substâncias fornece informações sobre a idade do meteorito, a sua fonte de magma e o tempo em que esteve na superfície da Terra.

O 'Noroeste de África' ter-se-á formado há 2,4 mil milhões de anos, o que indicia, segundo o investigador, que foi ejetado de um dos maiores centros vulcânicos do Sistema Solar.

Lusa

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.