sicnot

Perfil

Mundo

Atividade vulcânica em Marte tem dois mil milhões de anos

A análise a um meteorito de Marte, encontrado em África em 2012, revelou indícios de atividade vulcânica no planeta há dois mil milhões de anos, segundo um estudo divulgado esta quarta-feira na revista Science Advances.

Para o autor principal do estudo, Tom Lapen, professor de geologia da Universidade de Houston, nos Estados Unidos, os resultados oferecem novas pistas sobre como o 'planeta vermelho' evoluiu e sobre a história da sua atividade vulcânica.

Muito do que os cientistas sabem sobre a composição de rochas vulcânicas de Marte tem origem em meteoritos descobertos na Terra.

O meteorito de 2012, conhecido como Noroeste de África 7635, foi detetado por ser um tipo de rocha vulcânica chamada 'shergoti'. Onze destes meteoritos marcianos, com composição química e tempo de ejeção semelhantes, já foram encontrados.

A análise de diferentes substâncias fornece informações sobre a idade do meteorito, a sua fonte de magma e o tempo em que esteve na superfície da Terra.

O 'Noroeste de África' ter-se-á formado há 2,4 mil milhões de anos, o que indicia, segundo o investigador, que foi ejetado de um dos maiores centros vulcânicos do Sistema Solar.

Lusa

  • Incêndio de Setúbal "quase dominado"
    4:04

    País

    O incêndio que deflagrou segunda-feira em Setúbal está "quase dominado", segundo informações da presidente da Câmara. Maria das Dores Meira diz que não há feridos a registar e que os habitantes já vão regressando a casa. Para ajudar no combate ao fogo foram enviados meios de Lisboa.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.